CARACTERIZAÇÃO DE LEVEDURAS AUTÓCTONES DE Vitis labrusca (var. bordô) DE PARREIRAL EM RIO DO SUL (SC), BRASIL

Vol 1, 2023 - 157995
Oral - Presencial
Favoritar este trabalho
Como citar esse trabalho?
Resumo

O objetivo deste estudo foi isolar e caracterizar morfologicamente leveduras isoladas de uma fermentação espontânea de uvas da variedade Bordô’ cultivada nas condições climáticas de Rio do Sul, SC. As uvas Vitis labrusca, variedade Borgonha, foram colhidas e processadas em escala de laboratório de uma região geográfica marginal para a produção de vinho. A fermentação espontânea foi monitorada em duplicata por um período de 15 dias de incubação. Amostras de borras foram coletadas e submetidas a uma diluição seriada e alíquotas foram inoculadas em meio WL. Foram encontradas 353 Unidades Formadoras de Colônias. A partir deste número, estimou-se uma amostra de 50 colônias as quais foram submetida a uma série de repicagem para confirmação de pureza dos isolados em meio YEPD e, após esta etapa, armazenados sob refrigeração. Após esta etapa, os isolados obtidos foram caracterizados quanto a sua morfologia de colônia em meio WL. A partir das características descritas, foi possível agrupar os isolados de leveduras em 6 grupos morfológicos distintos.

Compartilhe suas ideias ou dúvidas com os autores!

Sabia que o maior estímulo no desenvolvimento científico e cultural é a curiosidade? Deixe seus questionamentos ou sugestões para o autor!

Faça login para interagir

Tem uma dúvida ou sugestão? Compartilhe seu feedback com os autores!

Instituições
  • 1 Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina
Eixo Temático
  • DT 2 - Meio ambiente, tecnologias e os desafios à sustentabilidade no contemporâneo
Palavras-chave
Saccharomyces
Morfologia
Potencial Enológico