Avaliação da contribuição antrópica de elementos traço em sedimentos ao longo da bacia do rio Reis Magos, ES- Brasil

Favoritar este trabalho
Como citar esse trabalho?
Detalhes
  • Tipo de apresentação: Sessão Temática Virtual - AMB
  • Eixo temático: Química Ambiental - AMB
  • Palavras chaves: River; Sediment; Monitor; environment; elements;
  • 1 Instituto Federal de Ciência e Tecnologia do Espírito Santo
  • 2 Departamento de Química / UFES / Universidade Federal do Espírito Santo
  • 3 Universidade Federal do Espírito Santo
  • 4 UFES (Universidade Federal do Espírito Santo)

Avaliação da contribuição antrópica de elementos traço em sedimentos ao longo da bacia do rio Reis Magos, ES- Brasil

Eldis Sartori

Instituto Federal de Ciência e Tecnologia do Espírito Santo

Resumo

Atividades antropogênicas podem provovar impactos ambientais importantes, já que o aporte de elementos traço nos ecossistemas afetam os ciclos geoquímicos e apresentarem toxicidade para os seres vivos. Quando esses elementos são carreados para sistemas aquáticos, esses são distribuídos entre a água e os sedimentos, sendo sua maioria acumulados nos sedimentos devido aos processos de adsorção, hidrólise e co-precipitação, por conseguinte, são fontes de contaminação em potencial, pois podem redisponibilizá-los no corpo d’água. Diante disso, pesquisas com sedimentos são fundamentais para verificação da contribuição antrópica na poluição desses ecossistemas, tendo como fontes poluidoras descargas diretas de efluentes e resíduos sólidos, defensivos agrícolas, fertilizantes, deposição atmosférica e transporte de sedimentos. Com a crise hídrica o Governo do Espírito Santo (Brasil) passou a utilizar, em 2017, o Rio Reis Magos para abastecimento público, porém, essa bacia hidrográfica vem sofrendo impactos ambientais importantes, entretanto, apesar da sua importância, ainda não há dados significativos publicados referentes a sua qualidade ambiental. Com isso, o presente trabalho objetivou a quantificação das concentrações de As, Cd, Co, Cr, Cu, Ni, Pb, e Zn via ICP-MS, teor de matéria orgânica e carbonatos, pH, estudo granulométrico e cristalográficos em sedimento da Bacia do Rio Reis Magos. Para avaliar probabilidade de efeitos adversos à biota foram adotados os valores estabelecidos pelo Conselho Canadense de Ministérios de Meio Ambiente que preconizam níveis de concentração TEL e PEL. Já para aferir o grau de contribuição antropogênica foram determinados os fatores de enriquecimento (FE), de contaminação (FC) e o índice de geoacumulação (Igeo). A correlação entre as variáveis feita por PCA, mostrou uma relação direta entre o grau de poluição e proximidade do centro urbano, características mineralógicas alcalinas provocam elevação do pH e quanto maior o teor de finos e matéria orgânica maior a concentração dos elementos traços. O As (>17mgkg-1) apresentou maior probabilidade de efeitos adversos à biota, enquanto que o Cd (<0,6 mgkg-1), Cr (>90mg kg-1), Co(>11,6mgkg-1), Cu(<159mgkg-1), Ni(<45mgkg-1), Zn(<315mgkg-1) e Pb (<91,3mgkg-1) requerem certa atenção. Pela avaliação geral os sedimentos estão com graus de contaminação leves a moderados, indicando uma possível contribuição antrópica.

Compartilhe suas ideias ou dúvidas com os autores!

Sabia que o maior estímulo no desenvolvimento científico e cultural é a curiosidade? Deixe seus questionamentos ou sugestões para o autor!

Faça login para interagir

Tem uma dúvida ou sugestão? Compartilhe seu feedback com os autores!