Análise do livro de Projetos Integradores de CN do PNLD, uma atividade didática baseada na proposta do Novo Ensino Médio e da BNCC

2021 - 144115
e-Pôster
Favoritar este trabalho
Como citar esse trabalho?
Resumo

O presente estudo de caso trata de uma pesquisa qualitativa1, teórico empírica apoiada em observações, anotações, análise de artigos e livros da área de ciências e ensino de química. O estudo foi realizado com cerca de 20 estudantes do 7º e 8º períodos da Universidade Federal do Espirito Santo, na disciplina de Estágio Docência I e II do curso de Licenciatura Plena em Química que ocorreu concomitante e excepcionalmente no modelo remoto em consequência da pandemia do Covid 19. Devido a impossibilidade de o estágio acontecer presencialmente, as atividades da disciplina tinham o objetivo de suprir algumas demandas não vivenciadas pelos estudantes a partir do modelo de oficinas, visando a aprendizagem colaborativa. A menos de um ano de sua obrigatoriedade, a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e o Novo Ensino Médio (NEM) serão uma realidade em 2022. Pensando nessa organização, as escolhas dos livros de Projetos Integradores (PI) foram realizadas pelas escolas públicas do Estado do Espírito Santo no mês de março de 2021. O livro de PI deve incentivar a criatividade e se basear em projetos a serem desenvolvidos paralelamente ao livro didático. Produtos didático-pedagógicos, os livros são elaborados seguindo algum critério teórico-metodológico, o qual pressupõe um perfil epistemológico de seu autor ou autores para atender a uma determinada clientela2. Os projetos devem ser adequados à realidade de cada sistema ou rede de ensino e da instituição escolar, considerando o contexto e as características dos seus alunos3. A atividade consistiu em analisar as treze obras de Ciências da Natureza (CN) listadas no Plano Nacional do Livro Didático (PNLD), enfocando os critérios (quadro 1) que devem ser facilitadores do trabalho do professor. Os estudantes foram organizados em sete duplas/trios, a fim de pontuar os critérios estabelecidos. Vídeo tutorial, manual e material didático do professor foram pontuados com 0 (não possui) e 1 (possui). Os demais critérios com 0 (não atende), 1 (atende parcialmente), 2 (atende totalmente). Após soma, responderam a um formulário onde identificaram a obra de maior pontuação, onde quatro dos sete grupos, escolherem o mesmo livro. As justificativas das escolhas foram categorizadas a posteriori e os números de registros transformados em uma nuvem de palavras (figura 1).
Os livros trazem 6 PI com diferentes abordagens e a intencionalidade de articular as habilidades e competências da BNCC com os objetos de conhecimento de CN, em especial da disciplina de química. Conhecimento prévio e protagonismo a partir da elaboração de protótipos, foram critérios importantes durante a escolha. A ABP foi a metodologia mais citada, pautada em projetos atuais e interdisciplinares visando a sustentabilidade e o acompanhamento do desenvolvimento da aprendizagem do aluno. “Essa atividade foi muito significativa para nossa formação. Trabalhamos as propostas da BNCC, do NEM e os aspectos importantes na escolha do livro didático que é uma das bases para o andamento dos processos de ensino e aprendizagem”. Nesse cenário plural proposto pela nova Base, é necessária a articulação entre os diversos saberes, sem que se perca a identidade de cada componente curricular.

Compartilhe suas ideias ou dúvidas com os autores!

Sabia que o maior estímulo no desenvolvimento científico e cultural é a curiosidade? Deixe seus questionamentos ou sugestões para o autor!

Faça login para interagir

Tem uma dúvida ou sugestão? Compartilhe seu feedback com os autores!

Instituições
  • 1 Universidade Federal do Espírito Santo, Brazil
Eixo Temático
  • Ensino de Química - EDU
Palavras-chave
Livro Projetos Integradores
Novo Ensino Médio
BNCC