VIVENCIANDO A EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR COM ALUNOS COM DEFICIÊNCIA: CONCEPÇÃO DOS/DAS ACADÊMICOS/AS

Vol3,2018 - 93930
Comunicação Oral
Favoritar este trabalho
Como citar esse trabalho?
Resumo

A pesquisa de campo de caráter descritivo analisou a concepção de acadêmicos/as sobre o impacto da vivência no ensino da Educação Física com alunos/as com deficiência, no projeto de bolsa de graduação, na Eseba/UFU, na sua formação inicial. Especificamente, determinaram-se: Identificar as principais contribuições do projeto para a formação inicial dos/das acadêmicos/as; avaliar quais os saberes adquiridos pelos/as acadêmicos/as durante projeto; verificar as principais dificuldades dos acadêmicos nas experiências de ensino vivenciadas junto aos/às alunos/as com deficiência; verificar se os/as acadêmicos/as consideram-se preparados/as para trabalhar com alunos/as com deficiência na Educação Básica; Participaram sete ex-bolsistas do referido projeto que responderam a uma entrevista semiestruturada. Os resultados apontaram que se por um lado, os/as acadêmicos/as aprenderam a lidar com alunos/as com deficiência, a elaborar planejamento e formular estratégias de ensino, por outro, tiveram dificuldade com a inclusão nas aulas regulares, pois nelas ainda são desenvolvidas as mesmas atividades, ao mesmo tempo e no mesmo espaço, desconsiderando as especificidades e necessidades dos/das alunos/as. Mesmo assim, a participação no projeto contribuiu para prepararem-se para trabalhar na escola comum com alunos/as com deficiência. Conclui-se que a vivência no projeto colaborou para a formação inicial dos/das acadêmicos/as do curso de Graduação em Educação Física.

Instituições
  • 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA/FACULDADE DE EDUCAÇÃO FÍSICA/CURSO DE GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO FÍSICA
  • 2 Universidade Federal de Uberlândia
Eixo Temático
  • 13. Educação Física e esportes adaptados
Palavras-chave
Formação inicial; inclusão escolar; educação física escolar