Favoritar este trabalho

Objetivou-se avaliar nutricionalmente, por meio da composição químico-bromatológica e degradabilidade in situ dos resíduos de manga, provenientes da indústria processadora de sucos e polpas de frutas. Os resíduos foram disponibilizados por uma indústria localizada no município de Ipiaú-BA e as análises foram realizadas no Laboratório de Análises Bromatológicas da UFRB. Os dados de degradabilidade foram submetidos a análise estatística descritiva. O resíduo casca de manga apresentou fibra em detergente neutro, lignina e carboidratos não fibrosos menor que o resíduo caroço de manga, o que viabiliza utilização na alimentação de ruminantes.