65214

Caldo de piranha: agregando valor na pesca do Pantanal

Favoritar este trabalho

O estudo teve como objetivo desenvolver e avaliar a aceitação de caldos elaborados com o filé da piranha. As piranhas foram obtidas na colônia de pescadores profissionais artesanais Z-2 Rondon Pacheco localizada no município de Coxim-­MS e transportadas em gelo até o Laboratório de carnes e pescados do IFMS campus Coxim. No laboratório os peixes foram eviscerados, lavados em água clorada, retirados os filés sem a pele e moídos. Foram desenvolvidas três formulações de caldos e realizado um teste de aceitação comercial com 22 julgadores não treinados, sendo avaliadas a aceitação, intenção de compra e frequência de consumo. Em relação aos resultados médios não foram observadas diferenças significativas (p>0,05) entre as três formulações, os julgadores declararam que gostaram moderadamente para os atributos de aceitação, provavelmente comprariam na intenção de compra e consumiriam de uma a duas vezes por mês na frequência de consumo. Portanto, os caldos de piranha foram bem aceitos.