ESTUDO BIBLIOMÉTRICO DA PRODUÇÃO CIENTÍFICA INTERNACIONAL SOBRE KARATÊ

Favoritar este trabalho
Como citar esse trabalho?
Detalhes
  • Tipo de apresentação: Trabalho
  • Eixo temático: HUMANAS
  • Palavras chaves: Karatê; Bibliometria; Produção científica;
  • 1 Faculdade de Ciências Aplicadas - Unicamp
  • 2 Unicamp

ESTUDO BIBLIOMÉTRICO DA PRODUÇÃO CIENTÍFICA INTERNACIONAL SOBRE KARATÊ

LAÍS DE LIMA AMARAL

Faculdade de Ciências Aplicadas - Unicamp

Resumo

Inerente ao fenômeno Esporte existem as Modalidades Esportivas de Combate que nomeiam a forma esportivizada das Lutas e das Artes Marciais. Essas modalidades representam aproximadamente 25% das medalhas em disputa nos Jogos Olímpicos. Neste novo contexto, o karatê se constitui como uma Modalidade Esportiva de Combate apresentando como uma de suas entidades máximas a World Karate Federation. Graças à decisão da 129ª sessão do Comitê Olímpico Internacional (COI) que incluiu o karatê no programa esportivo do Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, esta modalidade está em um momento de ascensão e progresso, principalmente no âmbito de uma concreta "esportivização". No entanto, algumas adaptações foram necessárias para que essa inclusão acontecesse de fato e, tais adaptações geraram consequências positivas e/ou negativas sobre o karatê. Logo, é possível que reflexos tenham incidido diretamente sobre as produções científicas acerca desta modalidade especificamente. Dessa forma, esse projeto de pesquisa tem como objetivo investigar, as produções científicas internacionais sobre o tema karatê e fornecer uma visão geral dessa produção até os dias atuais, através de um levantamento bibliométrico utilizando a base de dados Web of Science (WoS).

Apoio/Financiamento da Pesquisa: PIBIC/CNPq

Questões (3 tópicos)

Compartilhe suas ideias ou dúvidas com os autores!

Sabia que o maior estímulo no desenvolvimento científico e cultural é a curiosidade? Deixe seus questionamentos ou sugestões para o autor!

Faça login para interagir

Tem uma dúvida ou sugestão? Compartilhe seu feedback com os autores!

Autor

LAÍS DE LIMA AMARAL

Olá, Rodrigo!

Respondendo a sua pergunta: sim! Nossos resultados apontam para um aumento considerável das publicações científicas sobre karatê na última década e, principalmente, depois da inclusão do karatê aos J.O. Acredito que as áreas de Treinamento e Psicologia Esportiva tendem a aumentar ainda mais e que outras áreas podem emergir nesse contexto, como a área das Ciências Aplicadas, por exemplo.

Obrigada pela contribuição. 

Autor

LAÍS DE LIMA AMARAL

Obrigada, Lara! 

Autor

LAÍS DE LIMA AMARAL

Olá, Matheus! Muito obrigada por suas colocações. Concordo que o estudo sobre as redes de colaboração seriam interessantes para tornar este trabalho mais completo. Um "spoiler": já estamos trabalhando em algo sobre isso para futuras publicações :D

A respeito de suas indagações: Sim. Nós acreditamos que a produção de novos conhecimentos e as tendências abordadas em nosso trabalho têm potencial para contribuir com a criação de novas políticas de incentivo e até mesmo aprimorar/evoluir as que já existem. Um ponto interessante a se destacar e que foi abordado na nossa apresentação é o fato de que junto ao processo de esportivização e olimpização do karatê, emerge também a necessidade de profissionalização deste esporte; em vista disso, acreditamos (e esperamos) que, futuramente, haverão mais pesquisas sobre o karatê na área das Ciências Sociais Aplicadas. Pensando em um cenário ideal, essas pesquisas podem e devem impactar positivamente a continuação do processo de institucionalização do karatê e até mesmo aumentar o fomento à prática e sua disseminação (como já vem acontecendo nos últimos anos). Aqui cabe ainda destacar que o processo de institucionalização do karatê como um Esporte deve se atentar à disseminação e ao fomento desta prática, uma vez que esse é um aspecto fundamental para que uma modalidade seja considerada Olímpica. 

Mais uma vez, agradeço por sua contribuição!