Análise sensorial e avaliação biométrica do produto Face Care Creme Hidratante Facial FPS 30 Purific Premium®

Vol. 2, 2019. - 114220
Resumo
Favoritar este trabalho
Como citar esse trabalho?
Resumo

Análise sensorial e avaliação biométrica do produto Face Care Creme Hidratante Facial FPS 30 Purific Premium®

Karine Campos Nunes1, Bruna Lendzion Alves1, Leticia Nishi2, Lennon Alonso de Araujo3, Rosângela Bergamasco2, Celso Vataru Nakamura1

1Universidade Estadual de Maringá – Departamento de Ciências Básicas da Saúde
2Universidade Estadual de Maringá – Departamento de Engenharia Química
3Universidade Estadual de Maringá – Departamento de Biotecnologia, Genética e Biologia Celular
CEP 87020-900 Maringá – PR - E-mail: [email protected]

Introdução: A exposição à radiação solar gera danos na pele como eritemas, fotoenvelhecimento e câncer1. Protetores solares são formulações que tem a capacidade de absorver, dispersar ou refletir a luz UV protegendo a pele contra a radiação2. É importante assegurar a eficácia e a qualidade destes produtos, e entender melhor a fisiologia cutânea, bem como seus efeitos sobre ela. A biometria cutânea consiste em um dos meios para assegurar a qualidade de uma formulação3. O presente trabalho busca avaliar as propriedades mecânicas e fisio-químicas da pele frente a uma formulação fotoprotetora utilizando métodos biofísicos.
Métodos: 28 voluntários participaram do estudo, no qual foram aplicados 180 gramas do produto Face Care Creme Hidratante Facial FPS 30 Purific Premium® em sua região malar da face esquerda, até a completa absorção. O mesmo foi feito com o Produto Controle fornecido pela empresa Purific Premium®, com a aplicação na face direita. As medições foram realizadas no tempo 0, após 1 e 2 horas, com a medição do pH cutâneo, perda de água transepidérmica, teor de sebo cutâneo, cor e hidratação da pele, por meio do equipamento MPA 9 (Courage Khazaka®). Foi feita uma análise sensorial em que os voluntários responderam um teste hedônico de 9 pontos e um questionário de intenção de compra do produto.
Resultados: Os resultados mostraram um aumento do teor de sebo cutâneo em ambos os sexos, nos dois produtos aplicados. Ademais, houve uma diminuição significativa da perda transedipérmica de água no sexo feminino para o produto 2. Em relação à hidratação da pele, houve um aumento significativo no sexo masculino, porém isso não foi observado no sexo feminino. As funções de barreira e o conteúdo de água contribuem de forma essencial para a saúde e aparência da pele4. A formulação fotoprotetora analisada teve características semelhantes ao produto controle. A análise sensorial revelou que o produto obteve boa aceitação e intenção de compra.
Conclusões: Conclui-se que as formulações analisadas obtiveram bons parâmetros fisico-químicos e boa aceitação dos voluntários.
Agências de Fomento: CAPES
Palavras-chave: Biometria Cutânea; Fotoproteção.

1MATSUMURA, Y. and ANANTHASWAMY, H. N. Toxic effects of ultraviolet radiation on the skin. Toxicology and Applied Pharmacology, v. 195,p . 298–308, 2004.
2SARMELA-SUNDER, M. D. Relevant Topical Skin Ca re Products for Prevention and Treatment of Aging Skin. Facial Platic Surgery Clinics of North America, v. 27, p. 413–418, 2019.
3BARATA, E. F. Cosméticos - Arte e Ciência. Lisboa, Lidel, 2002.
4MELO, M. O., CAMPOS, P. M. M.. Função de barreira da pele e pH cutâneo. Cosmetics & Toiletries, v. 26, p. 34-38, 2016.

Instituições
  • 1 Universidade Estadual de Maringá
Eixo Temático
  • Biotecnologia Industrial
Palavras-chave
Biometria Cutânea
Fotoproteção