USO DE IMAGENS ALOS / PALSAR NO MAPEAMENTO DA MATA CILIAR EM PRESENÇA DE NUVENS E SOMBRAS NA REGIÃO DO SERTÃO PERNAMBUCANO

Vol 20, 2023. - 155788
Anais / Proceedings XX SBSR
Favoritar este trabalho
Como citar esse trabalho?
Resumo

A atualização cartográfica e o monitoramento de estruturas vegetais, dentre elas, a da mata ciliar, servem para auxiliar nos serviços ao ecossistema local relacionados à morfologia e manutenção dos cursos d’água, à qualidade da água, e à biodiversidade. As técnicas de sensoriamento remoto por sensores de radar de abertura sintética são importantes ferramentas para realização dessas atividades, pois além discriminar bem as áreas de cobertura vegetal, a qualidade de seus produtos independe das condições atmosféricas. O presente trabalho tem por escopo, a obtenção de imagens SAR classificadas pelos algoritmos de classificação Maxver-ICM e Kmédias, com bases em tripletes de imagens, utilizando as polarizações HH e HV em decibéis (dB) e imagens sintéticas oriundas de relações aritméticas entre elas, para uso em mapeamentos de mata ciliar no sertão pernambucano.

Compartilhe suas ideias ou dúvidas com os autores!

Sabia que o maior estímulo no desenvolvimento científico e cultural é a curiosidade? Deixe seus questionamentos ou sugestões para o autor!

Faça login para interagir

Tem uma dúvida ou sugestão? Compartilhe seu feedback com os autores!

Instituições
  • 1 Universidade Federal de Pernambuco - UFPE
Eixo Temático
  • 25. Sensoriamento remoto de microondas
Palavras-chave
Sensoriamento remoto; imagens de radar; Mata Ciliar; Maxver-ICM