Construção de instrumento de avaliação em Gerontopsicomotricidade.

Vol 1, 2022 - 155579
Temas livres
Favoritar este trabalho
Como citar esse trabalho?
Resumo

Introdução: No último recenseamento em 2010, o Brasil tinha 20.867.925 de pessoas com 60 anos ou mais, projetando-se para os anos de 2020 e 2060, 30.197.077 e 73.460.946, respectivamente. Essa tendência é demonstrada em diversas partes do mundo, sobretudo nos países desenvolvidos e em desenvolvimento. A pessoa humana é a intersecção de três dimensões integradas, a cognitiva, a afetiva e a motora. Essa integralidade evolui no ciclo vital, inclusive na retrogênese. As aptidões psicomotoras, como equilíbrio e coordenação, são cruciais para a funcionalidade e qualidade de vida. Avaliar essas aptidões no processo de envelhecer é fundamental para profilaxia e tratamento. No entanto, são necessários meios psicométricos validados para mensurar as aptidões psicomotoras em gerontes. Ainda são escassos os instrumentos de avaliação em Gerontopsicomotricidade, bem como são de longo tempo de aplicação. Com isso, o objetivo do estudo foi construir um instrumento de avaliação em Gerontopsicomotricidade.
Material e métodos: São utilizados os seguintes insumos: 1) Uma barra metálica de 1,50 metros fixada com uma distância de 15 cm de uma parede rígida, orientada verticalmente, servindo de segurança para o participante, que estará em situações de desequilíbrio; 2) Formulário de anotação de pontos; 3) Caneta esferográfica; 4) Cronômetro; 5) Cadeira sem braços para o avaliado; 6) Carteira escolar ou mesa para apoio dos materiais; 7) Uma cadeira fixa para o avaliador. Os próximos itens mensurados são tarefas psicomotoras para as aptidões equilíbrio com lateralidade, esquema corporal, organização espaço-temporal, coordenação motora fina e ampla, nesta ordem. A escala qualitativa segue a tradição em avaliação em gerontes, ou seja, apráxico, dispráxico, eupráxico e hiperpráxico. A pontuação proposta varia de -1 a 2, com pontuação mínima de -5 e máxima de 10.
Considerações finais: Os resultados mostraram que o protocolo é adequado para avaliação de critério das aptidões psicomotoras em gerontes, de forma rápida e segura.

Compartilhe suas ideias ou dúvidas com os autores!

Sabia que o maior estímulo no desenvolvimento científico e cultural é a curiosidade? Deixe seus questionamentos ou sugestões para o autor!

Faça login para interagir

Tem uma dúvida ou sugestão? Compartilhe seu feedback com os autores!

Instituições
  • 1 Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Eixo Temático
  • 4.9 Campos de atuação: Psicomotricidade na Saúde do Idoso
Palavras-chave
Avaliação
Gerontopsicomotricidade
envelhecimento