Cosmos-Corpo-Celebração: Estados de Afeto

O TAMBOR – Grupo de Pesquisa em Carnaval e Etnocenologia (CNPq-2008) realizará, em Belém/PA, de 12 a 15 de junho de 2018: o VIII Colóquio Internacional de Etnocenologia, o II Encontro Nacional de Etnocenologia e o IV Encontro Paraense de Etnocenologia, celebrando assim os seus 10 anos de pesquisa etnocenológica na Amazônia com o tema COSMOS– CORPO-CELEBRAÇÃO: Estados de Afeto.

Este grupo de pesquisa integra o Programa de Pós-Graduação em Artes (PPGARTES), do Instituto de Ciências da Arte (ICA) da Universidade Federal do Pará (UFPA) e tem como coordenador o Prof. Dr. Miguel Santa Brigida. O grupo estuda a espetacularidade do carnaval brasileiro em sua polifonia e polissemia de gêneros e linguagens, além de investigar as carnavalizações reveladas na multiplicidade das práticas espetaculares brasileiras a partir dos pressupostos da Etnocenologia. Atualmente o grupo é composto por dezessete pesquisadores e oito colaboradores, nos últimos anos vem promovendo a ampliação do quadro de instituições locais e nacionais na articulação e execução de seus objetivos.

Dentre as suas principais ações destacamos o Encontro Paraense de Etnocenologia, realização bianual que objetiva refletir sobre a produção do conhecimento a partir da Etnocenologia enquanto Etnociência das Artes e Formas de Espetáculo, considerando-a como um novo paradigma teórico-metodológico que vem promovendo um singular avanço da pesquisa em artes cênicas no Brasil e no mundo.

A realização dos três eventos, além de celebrar os 10 anos do Grupo Tambor, vem adensar e remarcar a produção do conhecimento etnocenológico na Amazônia. Este panorama revela-se significativo ao considerarmos sua produção e articulação com outras instituições, grupos e núcleos de pesquisa nas artes cênicas na cidade, na região, no país e seus desdobramentos internacionais: Universidade do Estado do Pará (UEPA); Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará (IFPA);

Grupo Interdisciplinar de Pesquisa e Extensão em Contemporaneidade, Imaginário e Teatralidade (GIPE-CIT) da Universidade Federal da Bahia (UFBA); Laboratório das Artes Carnavalescas (LAC) da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ); Núcleo de Estudos das Performances Africanas e Ameríndias (NEPAA) da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO); Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ); Universidade de Brasília (UNB); Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS); Departamento de Antropologia da Universidade Federal Fluminense (UFF); Escola de Mestre-Sala, Porta-Bandeira e Porta Estandarte do Rio de Janeiro; e a Université Paris 8.

Papers per Tracks