Favoritar este trabalho

Objetivos: Estimar a prevalência de transtornos psiquiatricos em adolescentes da Coorte RPS de São Luís, Maranhão. Métodos: Estudo tranversal com dados do terceiro seguimento da coorte de nascimento mista (prospectiva e retrospectiva) em São Luís, Maranhão, Brasil, com os individuos na faixa etária dos 18-19 anos. Para avaliar a ocorrencia de transtornos psiquiátricos utilizou-se o instrumento M.I.N.I. (DSM IV) de forma autoaplicada numa amostra de 2.515 adolescentes entrevistados em 2016. Foram calculados os escores dos módulos selecionados e estimadas as frequencias absolutas e relativas dos resultados, utilizando o software Stata 14.0. Resultados: A média de idade foi 18,3 anos (DP 0,46), sem diferença entre os sexos (47,5% homens e 52,5% mulheres). As mulheres apresentaram percentuais mais alto do que os homens em todos os dominios: risco alto de suicidio (5,5 e 2,5%; p <0,001); episodio depressivo maior recorrente (11,5% e 3,5%; p<0,001); episódio depressivo maior com características melancólicas atual (13,5% e 5,7%; p<0,001); episódio hipomaníaco atual (6,3% e 4,4%; p=0,044); episódio maníaco atual (5,3% e 2,8%; p=0,002); fobia social (7,1% e 5,0%; p=0,037); transtorno de ansiedade generalizado atual (4,7% e 2,2%; p=0,001). Conclusão: A ocorrencia de transtornos psiquiátricos foi elevada na população, sendo mais alta entre as mulheres em todos os dominios.