75214

DIAGNÓSTICOS DE SAÚDE E PLANOS DE INTERVENÇÕES REALIZADOS POR ALUNOS DO CURSO DE MEDICINA

Favoritar este trabalho

Objetivo: Possibilitar a participação ativa do estudante na construção do conhecimento e observação da realidade social, além de estimular a interação entre o ensino, a pesquisa e a extensão/assistência, visando o aprofundamento da vivência do aluno em contextos reais do Sistema Único de Saúde. Método: O estudante do curso de Medicina da Universidade Federal do Maranhão é orientado pelo facilitador a olhar e analisar a comunidade que está inserido durante as aulas práticas de Semiologia na Atenção Básica. A partir de um tema que está sendo vivido e discutido pelo grupo, parte a formulação do problema, diagnosticando a situação de saúde da população adscrita. Após discussões, teorização e identificação dos fatores determinantes do problema, elabora-se possíveis soluções para serem aplicadas na realidade com a realização de um plano de intervenção na perspectiva de mudança. Resultados: Através de palestras educativas, campanhas educativas, conhecimento da rede de atenção à saúde, ações sociais e identificação do perfil sócio-demográfico e epidemiológico de usuários do SUS, os discentes tem mudado suas perspectivas em relação à população atendida pela atenção básica e a sua própria formação enquanto médicos, exercitando a cadeia dialética de ação – reflexão – ação e melhorando a relação médico-paciente. Conclusão: A atividade de diagnóstico de saúde e plano de intervenção integra as diferentes áreas do conhecimento numa relação dialética, provocando a teorização do refletir e do fazer pedagógico sobre uma determinada situação, potencializando a relação teoria e prática e desenvolve habilidades prático-cognitivas, ético- humanística e científica.