TEMPO DE TELA E ASSOCIAÇÃO COM RISCO DE SUICÍDIO EM ADOLESCENTES: COORTE DE SÃO LUIS, MA

Vol 2, 2021 - 140493
Pôster Eletrônico - PE07 - Epidemiologia da saúde do adolescente (TODOS OS DIAS)
Favoritar este trabalho
Como citar esse trabalho?
Resumo

Objetivos: analisar a associação entre tempo de tela utilizado pelos adolescentes e risco de suicídio. Métodos: Trata-se de um estudo transversal com dados de 2.515 adolescentes pertencentes à terceira fase da coorte de nascimentos de São Luís, Maranhão avaliados em 2016. A variável de exposição foi o tempo de tela investigado a partir de questionário próprio e a variável desfecho foi o risco de suicídio verificada a partir do instrumento M.I.N.I. Foram escolhidas variáveis independentes, agrupadas em um modelo teórico hierarquizado, correspondendo a um bloco distal com as variáveis sociodemográficas (sexo, estudo, trabalho, situação conjugal, cor da pele, religião, pais divorciados e renda), bloco intermediário com variáveis de hábitos de vida (sono, padrão de consumo de álcool, lazer e IMC) e bloco proximal com variáveis relativas à saúde mental (agressão sofrida, violência psicológica geral, bullying, estresse percebido e saúde mental). Para a análise de associação proposta, foi utilizado regressão logística. Resultados: Os adolescentes que estão em risco de suicídio somaram 5,48% da amostra e o tempo médio total em frente a eletrônicos somou 9,16 (±6,48) horas. A análise da associação entre as variáveis de exposição e desfecho resultou em análise bruta: OR = 1,03 (IC95% = 1,01-1,06, p=0,013) e análise ajustada: OR = 1,03 (IC95% = 1,00-1,06, p=0,040) com ajuste para as variáveis: sexo, religião, sono, padrão de consumo de álcool, lazer, bullying e saúde mental. Conclusões: Foi possível encontrar associação entre tempo de tela e risco de suicídio na adolescência a partir da amostra em análise.

Eixo Temático
  • Epidemiologia da saúde do adolescente