SAÚDE BUCAL EM CRIANÇAS DE 0 A 5 ANOS: DIAGNÓSTICO AMPLIADO

Vol 2, 2021 - 140270
Pôster Eletrônico - PE05 - Epidemiologia da saúde bucal (TODOS OS DIAS)
Favoritar este trabalho
Como citar esse trabalho?
Resumo

Objetivos: Avaliar a saúde bucal de crianças de 0-5 anos de um município mineiro, para efetivar a inserção da odontologia no Programa de Puericultura-APS/SUS. Método: Dados epidemiológicos coletados em 333 crianças mostraram um percentual de livres de cárie desse grupo de 100%, 97,73%, 85,19%, 77,36% e 69,37%, (1 a 5 anos, respectivamente). Como forma de se conhecer a situação, além do dado epidemiológico, realizou-se um grupo focal com gestantes e mães de crianças de 0 a 5 anos, utilizando a pergunta disparadora "Quando eu digo saúde bucal de zero a cinco anos o que isto quer dizer?" Resultados: As mães destacaram: o papel da família, da escola, dos profissionais e do serviço nas ações promotoras de saúde. Se sentem culpadas mas dividem essa culpa com os setores envolvidos e gostaram dessa possibilidade de participar, se expressando com “agora vocês estão começando bem”. Conclusão: As ações a serem propostas devem ir além da integração da odontologia no Programa de Puericultura que mesmo sem a odontologia tem mantido as crianças com saúde bucal. Torna-se necessário o esforço conjunto do serviço de saúde, dos profissionais, da escola infantil e da família para que as ações a serem propostas logrem êxito e benefício real para a saúde e desenvolvimento das crianças.

Eixo Temático
  • Epidemiologia da saúde bucal