RELAÇÕES ENTRE VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇAS, VIOLÊNCIA COMUNITÁRIA E VIOLÊNCIA JUVENIL

Vol 2, 2021 - 140489
Pôster Eletrônico - PE07 - Epidemiologia da saúde do adolescente (TODOS OS DIAS)
Favoritar este trabalho
Como citar esse trabalho?
Resumo

Objetivo: Investigar o efeito dos abusos emocional e físico na infância para o envolvimento de adolescentes em violência juvenil (VJ) em diferentes cenários de violência comunitária (VC). Métodos: Estudo transversal de base escolar (n= 699) em escolas públicas e privadas do Rio de Janeiro, participantes foram selecionados através de amostragem complexa por conglomerados. Os abusos emocional e físico foram identificado usando o Childhood Trauma Questionnaire (CTQ). A exposição à VC foi avaliada com perguntas sobre o testemunho de violência letal. A VJ foi medida através de perguntas sobre amigos que cometeram crimes. Modelos logísticos multivariados foram usados para estimar os efeitos dos abusos emocional e físico durante a infância em VJ, considerando os diferentes níveis de exposição à VC. Resultados: O abuso emocional aumentou a chance de VJ em adolescentes (OR: 3,32; IC95%: 1,79 - 6,17), especialmente na presença de VC (OR: 5,77; IC95%: 3,44 - 9,68). Abuso físico foi fator de risco para VJ apenas quando associado à VC (OR: 3,95; IC95%: 2,29 - 6,80). Conclusões: O abuso emocional e físico na infância desempenham papéis importantes, mas diferentes para o envolvimento de adolescentes em VJ. Esses achados destacam a relevância de prevenir e lidar com todas as formas de abuso infantil como parte da estratégia para redução da VJ, especialmente em cenários com maiores taxas de violência comuntária.

Eixo Temático
  • Epidemiologia da saúde do adolescente