PROCESSO DE TRABALHO E ESTRUTURA DA ATENÇÃO PRIMÁRIA PARA O CUIDADO À CRIANÇA NO BRASIL

Vol 2, 2021 - 140080
Pôster Eletrônico - PE02 - Avaliação de sistemas, políticas, programas e serviços de saúde (TODOS OS DIAS)
Favoritar este trabalho
Como citar esse trabalho?
Resumo

Objetivos: analisar o processo de trabalho das equipes de atenção primária e a estrutura das unidades básicas de saúde (UBS) para o cuidado à criança no Brasil. Métodos: estudo ecológico, descritivo, com dados dos três ciclos (2012-2018) do Programa de Melhoria do Acesso e Qualidade da Atenção Básica (PMAQ-AB), por regiões geográficas. Participaram 85.845 equipes distribuídas em 68.320 UBS. Foram construídos e analisados treze indicadores processuais e sete indicadores estruturais. Utilizou-se teste t com correção de Bonferroni para comparar as médias dos indicadores entre as regiões. Resultados: a região Nordeste apresentou o maior número de unidades participantes (36,8%) e região Centro Oeste o menor (7,3%). No terceiro ciclo do PMAQ-AB os indicadores estruturais com maiores percentuais foram: funcionamentos da unidade (99%), equipamentos e materiais (82%), vacinas (74%) e dispensação de medicamentos (70%). Os indicadores processuais com menores percentuais foram: população descoberta (68%) e agendamento para especialistas (52%). E os indicadores processuais com melhores resultados foram: realização de visita domiciliar (97%); área de abrangência definida e existência de mapa (95%); solicitação exames (95%); atendimento de urgência (93%); planejamento da equipe (94%); central de regulação (93%); atividades educativas (87%); acompanhamento das crianças (87%); uso de protocolos clínicos (86%); e recebimento de apoio (84%). Conclusões: os indicadores processuais apresentaram melhores resultados e homogeneidade entre as regiões em comparação com os indicadores estruturais. São necessários maiores investimentos na estrutura das unidades de saúde para viabilização da oferta de um cuidado infantil de qualidade, equânime, universal e integral em todas as regiões.

Eixo Temático
  • Avaliação de sistemas, políticas, programas e serviços de saúde