NASCER DE PARTO CESÁREO E ASSOCIAÇÃO COM QUOCIENTE DE INTELIGÊNCIA EM ADOLESCENTES

Vol 2, 2021 - 141521
Pôster Eletrônico - PE27 - Epidemiologia do curso de vida (TODOS OS DIAS)
Favoritar este trabalho
Como citar esse trabalho?
Resumo

Avaliar a associação entre o parto cesáreo e o QI em adolescentes em São Luís, Maranhão, Brasil. Trata-se de um estudo longitudinal utilizando dados da coorte de nascimento em São Luís, iniciado no ano de 1997/1998. A abordagem ocorreu no segundo seguimento da coorte em 2016, com adolescentes de 18/19 anos. A variável de exposição foi o tipo de parto e a variável de desfecho foi o Quociente de Inteligência (QI) mensurada a partir da aplicação da terceira versão da Wechsler Adult Intelligence Scale (WAIS-III). Para controlar os fatores de confundimento foi elaborado um modelo teórico utilizando o Directed Acyclic Graph – DAG, as variáveis utilizadas foram as socioeconômicas no momento do nascimento e as variáveis perinatais. Como método de análise dos dados, utilizou-se a regressão linear multivariada. A média do QI dos adolescentes foi 101,4. As maiores médias estavam presentes nos adolescentes com mães com mais de 12 anos de estudo (113,7± 12,9), emprego assalariado com formação universitária (107,8±13,4), que nasceram em hospital privado (111,0± 12,2), cor branca (106,3± 13,9) e classe social A (119,5± 11,5). Na análise bruta, o QI dos adolescentes nascidos de parto cesáreo foi 6,0 pontos (IC95%: 4,0-8,0) maior do que os nascidos de parto vaginal, no entanto, na análise multivariada o valor reduziu para 1,9 (IC95%: -0,2 a 4,1) sem significância estatística. O resultado do estudo mostrou que o parto cesáreo não está associado ao QI dos adolescentes, nessa amostra, e reflete que as diferenças encontradas podem ser explicadas por outros fatores, como aspectos socioeconômicos.

Eixo Temático
  • Epidemiologia do curso de vida