Favoritar este trabalho

Objetivou-se avaliar a composição bromatológica e a degradabilidade in situ de resíduos resultantes da indústria processadora de polpa de frutas. Foram utilizados três diferentes resíduos do abacaxi, classificados de acordo o processamento, casca e coroa, resultantes da primeira etapa de despolpamento e abacaxi prensa 1º estágio, resultante da prensa e da refinação da polpa em peneira. Os dados de degradabilidade foram submetidos a análise estatística descritiva. Encontrou-se valor de degradabilidade potencial, efetiva e composição bromatológica semelhantes para todos os resíduos. A hemicelulose presente nos resíduos chamou atenção pelos valores acima de 18%, o que viabiliza uma melhor digestibilidade. Os resíduos apresentaram um potencial nutritivo para alimentação de ruminantes.