Favoritar este trabalho Entre em contato com os autores

Com o objetivo de avaliar a habituação de potros a cocheira, onze potros, foram utilizados. Os animais foram conduzidos, individualmente, para baia (com luz apagada), onde foi realizado o teste, por um período de quatro dias. Cada animal foi observado por três minutos. A habituação dos animais foi determinada utilizando-se escores de reatividade e a determinação de um escore composto. O escore composto de reatividade diminuiu significativamente (p<0,05) ao longo dos dias de observação, confirmando a habituação dos animais. Houve efeito (p<0,05) das variáveis Movimentação, Posição de Olhos e Orelhas e Posição do Animal na baia. Fêmeas apresentam maior reatividade do que machos dentro da baia, porém também diminuíram sua reatividade com os passar dos dias de observação.