78872

O papel do exercício físico sobre a modulação de microRNAs em animais com obesidade induzida por dieta hiperlipídica

Favoritar este trabalho

Nos últimos anos houve uma grande modificação no estilo de vida da população mundial, evidenciada pela ingestão de dietas ricas em carboidratos e gorduras, aliada a uma baixa prática de atividade física, resultando na crescente prevalência de obesidade observada mundialmente. Tal fato tem levado a um aumento nos casos de síndrome metabólica, uma desordem caracterizada por uma conjunção de fatores, dentre eles a resistência à insulina (Ceska, 2007). O desenvolvimento de resistência à insulina tem sido associado à modulação epigenética. Nesse contexto, os microRNAs (miRs) foram descritos por exercerem papel regulador em diferentes processos celulares, incluindo o controle do metabolismo. O presente projeto pretendeu, por meio de uma revisão detalhada da literatura, buscar trabalhos recentes que utilizaram a metodologia de microarray para determinação da expressão diferencial de miRs no tecido muscular de camundongos submetidos à sessões agudas de exercício, tão bem como o padrão de expressão de miRs no mesmo tecido de animais com obesidade induzida por dieta hiperlipídica. Os miRs diferencialmente expressos e comuns aos dois grupos, foram selecionados para análises in silico de alvos preditos (RNAm) e a participação em vias de sinalização específicas, a fim de determinar o possível papel benéfico da atividade física nesse processo.