78987

Máquina síncrona de polos salientes: Estudo do cálculo da corrente de excitação

Favoritar este trabalho

Partindo da noção de que o funcionamento em regime de máquinas síncronas de polos salientes pode ser caracterizado por relações entre certas grandezas como tensão terminal, corrente de campo, corrente de armadura e fator de potência, que seu comportamento pode ser retratado, essencialmente, por curvas características de circuito aberto, curto-circuito e carga indutiva pura, bem como por diagramas fasoriais representativos das relações existentes entre as grandezas mencionadas, parâmetros da máquina, além de forças magnetomotrizes e tensões em seus circuitos, é que se fundamenta a base para este estudo. O trabalho, nesta etapa, concentrou-se em torno do estudo da teoria relativa ao cálculo da corrente de excitação deste tipo de máquina, do cálculo desta corrente utilizando diferentes métodos baseados nos diagramas de Potier, ASA e Sueco, e desenvolvimento de um algoritmo em Matlab para cada um dos métodos estudados. É importante destacar que neste trabalho as observações ficaram limitadas ao funcionamento em regime da máquina de polos salientes, e que os resultados obtidos passo a passo e por meio dos programas desenvolvidos são referentes à operação em condição de carga nominal. Sendo este um ponto de partida para realização de predições a respeito do funcionamento dessa máquina em diversas condições de operações, observando qual método gera o resultado mais próximo do esperado, por exemplo, para uma faixa de valores de fator de potência específica.