33881

ADSORÇÃO DE PROTEÍNAS DO SORO HUMANO EM QUITOSANA/ALGINATO EPOXIDADO IMOBILIZADO COM CORANTES REATIVOS: INFLUÊNCIA DOS SISTEMAS TAMPONANTES

Favoritar este trabalho Entre em contato com os autores

O objetivo deste trabalho foi realizar um estudo comparativo de sistemas tamponantes na purificação de IgG do soro humano usando os corantes Reativo Azul 4 e Reativo Verde 5 imobilizados em quitosana/alginato epoxidado. Os estudos de adsorção foram realizados em leito fixo com amostras de soro humano diluído em tampões (HEPES(4-(2-Hidróxietil)piperazina-1-ethanesulfonic acid), MOPS (3-(N-Morpholino)propanesulfonicacid) e TRIS-HCl (Tris(hydroxymethyl)aminomethane). Foi realizado um estudo prévio do comportamento de adsorção de Ig G de alta pureza em quitosana/alginato epoxidado com os corantes imobilizados, e os resultados mostraram que ambos os materiais possuem alta afinidade com IgG em todos os tampões. Os ensaios de cromatografia com soro humano nas condições previamente estabelecidas (tampão e pH) confirmaram que ambos os materiais adsorveram proteínas do soro humano, porém no sistema com o tampão Tris/HCl (pH 7,2) os resultados da eletroforese foram mais satisfatórios indicando presença majoritária de IgG.