33791

ADSORÇÃO DE IgG EM LIGANTES DE INTERAÇÃO MISTA CONTENDO GRUPO FOSFATO: EFEITO DO SISTEMA TAMPONANTE E DO pH

Favoritar este trabalho Entre em contato com os autores

A obtenção de IgG humana tem sido majoritariamente realizada por meio de cromatografia de afinidade com Proteínas A e G imobilizada, no entanto principalmente pelo alto custo destes ligantes, se faz necessário a busca de ligantes alternativos. Os ligantes pseudobioespecíficos são moléculas estáveis em várias condições físicas e químicas, além de serem mais baratos quando comparados àqueles citados acima. A captura de IgG utilizando ligantes pseudobioespecíficos tem sido realizada com sucesso e em muitas devido à combinação de diferentes tipos de interação (hidrofóbica, eletrostática, ligação de hidrogênio, forças de van der Waals e ligação π-π). A combinação de duas ou mais destas interações na adsorção de IgG caracteriza cromatografia de interações mistas (“Mixed-Mode Chromatography” – MMC) que tem sido aplicada para purificação desta proteína proporcionando bons resultados. Desta forma, este trabalho teve como objetivo o estudo do efeito da natureza do sistema tamponante e do pH na adsorção de IgG humana de alta pureza nos ligantes orto- orto-fosfo-L-tirosina (OPT,) e ácido amino metil fosfônico (AMF)imobilizados em gel de agarose. Tanto a natureza do sistema tamponante quando o pH influenciam diretamente na capacidade de adsorção da proteína em questão.