Screenings de Compostos Antimicrobianos do Metabolismo de Burkholderia pyrrocinia Cepa RV1R2 Frente a Patógenos Humanos

Vol. 2, 2019. - 114294
Resumo
Favorite this paper
How to cite this paper?
Abstract

Introdução: O desenvolvimento de resistência aos antimicrobianos convencionais é um dos desafios mais importantes a ser ultrapassado atualmente. Infecções hospitalares destacam-se nesta realidade devido ao alto risco que impõem à sobrevida dos pacientes fragilizados. Neste sentido, este trabalho realizou as triagens iniciais para identificação de metabólitos de Burkholderia pyrrocinia com atividade antimicrobiana contra patógenos humanos relacionados a etiologia de infecções hospitalares. Métodos: A cepa RV1R2 foi isolada do Rio Verde em Itararé/SP e identificada por meio de sequenciamento de rRNA 16S. O cultivo foi realizado em 1 L de caldo nutriente utilizando como inóculo 1% v/v (1,5x108 UFC/mL) sob incubação de 7 dias, 28º C e 170 rpm. Após centrifugação, o sobrenadante foi acidificado e reduzido seu volume à 5% do volume inicial. Os metabólitos de interesse foram extraídos por meio de partição líquido-líquido utilizando uma solução de acetato de etila:água destilada (2:1) realizada três vezes. A fração acetato de etila (FAE) foi concentrada em evaporador rotativo e ressuspendida em acetato de etila. A atividade antimicrobiana foi avaliada por meio do método de disco-difusão utilizando as concentrações de 100 e 1000 μg/disco e os testes foram realizados em duplicata contra os microrganismos Staphylococcus aureus (ATCC 29213), Klebsiella pneumoniae (ATCC 700603) e Candida albicans (ATCC 26790), cultivados em meio ágar Mueller Hinton (MHA) para os dois primeiros e ágar saboraud (SB) para a levedura durante 24h à 37ºC. Resultados: Os halos de inibição (mm) obtidos nas concentrações de 100 e 1000 μg, respectivamente foram para K. pneumoniae = 11,5±0,7 e 17,5±3,5; S. aureus = 7,0±1,4 e 13,5±7,7; e C. albicans = 6,0±0,0 e 21,5±2,1. Os metabólitos presentes na FAE exerceram atividade bactericida e fungicida. Em sua menor concentração (100 μg) a fração foi mais eficiente contra K. pneumoniae e em sua maior concentração (1000 μg) exerceu grande atividade contra a levedura C. albicans. Conclusões: Os metabólitos de Burkholderia pyrrocinia apresentaram atividade antimicrobiana contra importantes patógenos humanos relacionados a infecções adquiridas em ambientes hospitalares. São necessários novos estudos que busquem o isolamento e caracterização dos metabólitos produzidos pela bactéria principalmente pelo fato de que a purificação dos compostos pode levar a um aumento significativo da atividade antimicrobiana que exercem.

Institutions
  • 1 Universidade Estadual de Londrina
Track
  • Biotecnologia Microbiana
Keywords
Staphylococcus aureus
Klebsiella pneumoniae
Candida albicans
disco-difusão