73790

OS GÊNEROS TEXTUAIS NO PROCESSO DE FORMAÇÃO CONTINUADA DOS PROFESSORES DO ESTADO DO PARANÁ

Favorite this paper

Pautados nos preceitos vygotskyanos e do Interacionismo Sociodiscursivo de que um bom ensino é aquele que dirige intencionalmente o indivíduo em formação a internalizar não só novos instrumentos materiais e semióticos mas também todas as operações de uso, as potencialidades e os esquemas de utilização dos instrumentos, interessamo-nos em investigar o maior programa de formação docente continuada, o “Programa de Desenvolvimento da Educação: formação continuada em rede do Paraná”, conhecido como PDE. O objetivo é o de compreender se o Programa está provendo espaços mediadores para que os docentes em serviço se apropriem dos gêneros textuais e de todas as suas operações, potencialidades e esquemas, a fim de que sejam tomandos como ferramentas mediadores de ações pedagógicas e objetos de ensino e aprendizagem. Para tanto analisamos toda a constituição teórica-pedagógica do PDE, bem como a maneira como uma instituição de ensino superior a implementa na prática. Os resultados apontam que existem uma tensão entre a proposta teórica e a prática. No plano teórico, o PDE é um Programa formado por eventos que auxiliam o professor a internalizar novos instrumentos semióticos necessários para desenvolvimento do docente. Contudo, na prática, os eventos não são organizados a partir das necessidades dos professores em formação.Palavras-chave:Gêneros textuais; Formação docente continuada; Instrumentos semióticos.