73836

O DISCURSO DA COMUNIDADE SURDA EM REDES SOCIAIS COMO FERRAMENTA PARA A PRÁTICA DE ENSINO NAS AULAS DE LÍNGUA PORTUGUESA

Favorite this paper

A pesquisa objetiva mostrar como os vídeos de narrativas em Língua Brasileira de Sinais - Libras, produzidos pela comunidade surda e circulados nas redes sociais, podem se tornar ferramentas importantes no ensino de conceitos como interdiscurso e gêneros discursivos nas aulas de Língua Portuguesa. Buscou-se nos estudos da Análise Dialógica do Discurso de Bakhtin (2004) o aporte teórico sobre língua como um fato social, que só existe pela necessidade humana da comunicação, por sua vez, sendo social é também ideológica. Essa abordagem se sustenta nos conceitos de enunciado como produto da atividade de linguagem, enquanto prática social, e de gêneros do discurso como feixe de enunciados relacionados a uma determinada esfera de comunicação. O material virtual produzido em Libras pode se tornar uma ferramenta para os professores de Língua Portuguesa trabalharem os conceitos de interdiscurso e gêneros discursivos em sala de aula inclusiva com alunos surdos, pois, para esse alunado é imprescindível ver em sua língua, a Libras, as teorias e conceitos que lhes são ensinados na L2, tornando assim o aprendizado real como prática social.