OTIMIZAÇÃO DO PROCESSO DE EXTRAÇÃO DE QUITOSANA PROVENIENTE DE RESÍDUOS DO CAMARÃO (Litopenaeus vannamei)

Vol 55, 2023 - 160263
Trabalho completo (oral)
Favoritar este trabalho
Como citar esse trabalho?
Resumo

A Carcinicultura é uma importante atividade econômica da região nordeste, porém muitos resíduos são gerados e são descartados sem os cuidados necessários e acabam poluindo o meio ambiente e buscar a destinação adequada para esses resíduos é fundamental. A partir desses resíduos pode-se extrair a quitina e produzir a quitosana, um biopolímero com potencial de aplicação em diferentes campos do conhecimento como na indústria de alimentos, engenharia de tecidos, tratamento de efluentes entre outros. O objetivo do presente estudo foi otimizar o processo de extração da quitosana a partir da casca do camarão. A metodologia buscou a extrair quitina dos resíduos do camarão para a obtenção da quitosana. Foi utilizado o método convencional para extração da quitosana, por meio de desproteinização, desmineralização e desacetilação. Por meio da otimização multiobjetivo os parâmetros ideais do processo de extração de quitosana foram encontrados, obtendo-se rendimento de 3,637g/100g e pureza de 84,584%.

Compartilhe suas ideias ou dúvidas com os autores!

Sabia que o maior estímulo no desenvolvimento científico e cultural é a curiosidade? Deixe seus questionamentos ou sugestões para o autor!

Faça login para interagir

Tem uma dúvida ou sugestão? Compartilhe seu feedback com os autores!

Instituições
  • 1 Universidade Federal da Paraíba
  • 2 Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Norte de Minas Gerais
Eixo Temático
  • 16. POI – PO na Indústria
Palavras-chave
quitosana; Camarão; superfície de resposta