84647

FORMAÇÃO DE EQUIPE BASEADO EM DESEMPENHO E INTERAÇÃO: APLICAÇÃO AO CAMPEONATO BRASILEIRO DE 2017

Favoritar este trabalho Entre em contato com os autores

Mudanças no futebol fazem clubes repensar o gerenciamento de seus recursos, sobretudo seus jogadores. Fato agravado por recorrentes casos de transferências de jogadores consideradas fracassadas. Este processo pode estar relacionado à maneira como se realizam avaliações de jogadores: apenas por desempenhos individuais, desconsiderando suas contribuições ao coletivo. Esta pesquisa objetiva comparar estas formas de avaliação para a escalação da melhor equipe do Campeonato Brasileiro, através da aplicação de dois métodos: o PROMETHEE II para ranqueamentos, e avaliação de desempenhos individuais, e o MEM (Multiplex Electionis Methodus) para escolha múltipla, selecionando atletas com base na complementariedade de seus atributos. Houve distinções em dois dos cinco grupos (posições) formados, nos quais o MEM selecionou a 1ª ranqueada pelo PROMETHEE, junto à 3ª, 4ª e 14ª alternativa do ranking.