Estudo do modelo do problema de roteamento de estoque minimizando a emissão de dióxido de carbono

Vol 2, 2019 - 107574
Trabalho completo (oral)
Favoritar este trabalho
Entre em contato com os autores
Como citar este trabalho?
Resumo

O efeito estufa, em especial a emissão de dióxido de carbono (CO2) e outros poluentes, preocupa a humanidade. Neste contexto, poucos modelos de programação matemática buscam minimizar a emissão de CO2 no clássico problema de roteamento de estoque. Estes modelos lidam com a emissão de CO2 inserindo um termo adicional na função objetivo para minimizar a quantidade de combustível consumido. Este trabalho propõe um modelo que visa minimizar a quantidade de dióxido de carbono emitida por litros de combustível, sujeito as restrições de roteamento, além de capacidade de estoque e demanda mínima para cada cliente. Experimentos computacionais foram realizados para verificação e análise do desempenho do modelo desenvolvido. Sua performance foi comparada com a variante clássica do problema de roteamento de estoque. Os resultados indicam que a abordagem proposta é competitiva com a literatura especializada. Além disso, o modelo conseguiu soluções factíveis para instâncias onde a abordagem clássica não conseguiu.

Instituições
  • 1 Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP - São Carlos
  • 2 Departamento de Engenharia de Produção / Universidade Federal de São Carlos
Eixo Temático
  • L&T – Logística e Transportes
Palavras-chave
Problema de roteamento de estoque
Emissão de dióxido de carbono
Problema Inteiro Misto