100620

O USO DO PROJETO DE INTERVENÇÃO COMO ESTRATÉGIA METODOLÓGICA PARA A FORMAÇÃO DE PROFISSIONAIS DE SAÚDE EM UMA ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO EM SAÚDE NA MODALIDADE À DISTÂNCIA

Favoritar este trabalho

Período de Realização
O estudo foi realizado de setembro de 2016 a setembro de 2017.


Objeto da Experiência
Desenvolvimento de um projeto de intervenção como recurso metodológico utilizado na elaboração do TCC na Especialização à distância em Gestão em Saúde.


Objetivos
Descrever a utilização da metodologia de construção de projetos de intervenção em Curso à distância de Especialização em Gestão em Saúde, de modo a ressaltar o uso de métodos ativos nos processos de formação de profissionais de saúde e a promoção de mudanças na prática cotidiana dos serviços.


Metodologia
O estudo, de caráter descritivo, acompanhou cinquenta alunos de cinco turmas durante sua oferta e nos três encontros presenciais. Todos os alunos eram profissionais de saúde inseridos em diferentes serviços de saúde e esferas de gestão. A elaboração do projeto de intervenção, as estratégias de orientação utilizadas para a realização do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) e as dinâmicas empregadas nos encontros foram parte da metodologia dialógica produzida com os alunos pela equipe do curso.


Resultados
Os projetos defendidos pelos alunos se mostraram alinhados a proposta de intervenção no cotidiano dos serviços. Essa metodologia resultou em um produto funcional para o setor saúde com a construção das matrizes de programação das ações, levando a uma maior implicação do aluno no seu desenvolvimento. Das 50 intervenções propostas 78% foram implementadas durante o curso, demonstrando o grande potencial de promover mudanças nos processos de trabalho e melhoria significativa nos serviços.


Análise Crítica
A formação permanente dos profissionais de saúde é um desafio, especialmente em um curso a distância. Elaborar um TCC como projeto de intervenção permite implicá-los no processo de mudança aumentando o potencial de efeitos concretos no serviço que ganha pelo investimento feito nos profissionais. A metodologia dialógica da construção do Projeto de intervenção nos momentos presenciais, a partir de problemas identificados no serviço pelos alunos foi fundamental para o sucesso dos projetos.


Conclusões e/ou Recomendações
A construção de projetos de intervenção vem se mostrando uma alternativa válida para a formação dos profissionais de saúde. Por se tratar de uma metodologia com enfoque prático, que coloca o aluno como sujeito ativo no processo de ensino-aprendizagem a partir da problematização de sua realidade, observamos possibilidades de utilização dos achados para a transformação dos processos de formação e mudanças efetivas nos serviços de saúde.