Favoritar este trabalho Entre em contato com os autores

Apresentação/Introdução
As refeições são importantes não só para fornecer nutrientes e energia, mas também como uma instituição cultural e social. A escolha dos alimentos que serão consumidos em um mesmo evento ocorre de maneira complexa, sendo modulada por diversos determinantes, tais como as condições sociodemográficas e econômicas, a estrutura familiar e os hábitos culturais.


Objetivos
Avaliar a associação entre a qualidade nutricional das principais refeições (café da manhã, almoço e jantar) e o gênero (masculino e feminino) em amostra representativa da população brasileira.


Metodologia
Dados de 33,459 adolescentes e adultos, não gestantes, representativos da população brasileira (INA-2008/09). Café da manhã, almoço e jantar foram definidos, respectivamente, como o evento alimentar de maior contribuição energética entre as 6-10h, 11-14h e 18-21h. Qualidade do café da manhã foi avaliada através do Breakfast Meal Quality Index, e qualidade do almoço e jantar através do Main Meal Quality Index; ambos escores entre 0 e 100 pontos, validados para a população alvo. A associação entre a melhor qualidade das refeições (>60 pontos) e o gênero foi estimada por modelos de regressão logística (um modelo por refeição). Todas as análises foram realizadas no Stata 14, módulo Survey.


Resultados
A qualidade nutricional do almoço (p

Conclusões/Considerações
Embora estudos indiquem que as mulheres se alimentam melhor, observou-se melhor qualidade nutricional do almoço e jantar relatados pelos indivíduos do gênero masculino. Apesar de consumirem mais frutas e menos carnes processadas, as mulheres, aparentemente, também estão consumindo arroz e feijão em menor quantidade ou frequência.