103026

ATENÇÃO PRIMÁRIA A SAÚDE: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA NO SISTEMA NACIONAL DE SAÚDE PÚBLICA DE CUBA

Favoritar este trabalho

Período de Realização
05 a 16 de fevereiro de 2018, Escola Nacional de Saúde Pública (ENSAP), Havana, Cuba.


Objeto da Experiência
Relatar a experiência vivenciada por profissionais da saúde brasileira junto a Atenção Primária e Medicina da Família do Sistema Nacional de Saúde.


Objetivos
Conhecer o funcionamento do Sistema Nacional de Saúde de Cuba (SNS-Cuba), seus principais programas, políticas e práticas relacionadas Atenção Primária a Saúde e Medicina da Família com atividades teóricas e práticas.


Metodologia
Foi realizado um estágio observacional por sete profissionais e estudantes brasileiros e uma estudante australiana, coordenado pela ENSAP. O estágio “La Atención Primaria de Salud y la Medicina Familiar en Cuba” faz parte do programa de atividades oferecido pela ENSAP para profissionais e estudantes do exterior. Foram realizadas aulas teóricas sobre o Sistema Nacional de Saúde cubano e seus componentes e visitas aos locais e territórios de saúde previamente selecionados pela ENSAP.


Resultados
Foram visitados vários serviços de saúde, consultórios médicos e de enfermeiras que estão em um território definido, cerca de mil pessoas, e ligados a policlínica de referência, onde a equipe de saúde faz análise da situação de saúde das pessoas da área. Ainda fazem parte do nível primário, a casa de idosos, centros de atenção materna, psicopedagógicos e de saúde mental e farmácias populares. O SNS-Cuba se fundamenta na lógica socialista, ou seja, nos princípios da solidariedade e colaboração.


Análise Crítica
A experiência no Sistema de Saúde cubano trouxe reflexões para além do setor saúde, uma experiência de vida e de como o povo cubano enxerga não só a saúde, mas a questão da educação, da moradia e de outros direitos sociais. Isso nos instigou a reflexão de que apesar de ser uma população que vive com baixos salários e com poucas oportunidades de conhecer outros modos de vida, defendem seus direitos conquistados e amam seu país, mesmo com grandes dificuldades econômicas.


Conclusões e/ou Recomendações
No Sistema Nacional de Saúde cubano há de fato uma vontade política e dos profissionais para que o sistema de saúde funcione de forma universal, gratuita e acessível a toda população de Cuba, além disso, a atenção as gestantes, a saúde das crianças e a solidariedade mostram que com pequenos gestos e pouca tecnologia é possível se ter um sistema de saúde universal que promova a melhoria da qualidade de vida.