100786

ASSISTÊNCIA FISIOTERAPÊUTICA EM DOMICÍLIO NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE: A VISÃO DO CUIDADOR

Favoritar este trabalho

Apresentação/Introdução
Os Núcleos de Apoio à Saúde da família (NASF) proporcionaram a prática clínica para fora das Unidades Básicas de Saúde. O fisioterapeuta e os cuidadores familiares auxiliam na realização das atividades de vida diárias destes pacientes.


Objetivos
Conhecer e analisar as experiências vivenciadas pelos cuidadores dos pacientes dependentes de assistência fisioterapêutica domiciliar prestada pela atenção básica de saúde.


Metodologia
Pesquisa descritiva com abordagem qualitativa. A produção de dados deu-se por meio de entrevistas semi-estruturadas, com 5 cuidadores de pacientes que são assistidos pele Unidade Básica de Saúde do Bairro Pró-casa, São José- SC. Foi apresentado o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE). Portanto os nomes citados nesta pesquisa são fictícios com a finalidade de manter suas identidades em sigilo. A coleta foi realizada entres os meses de julho a novembro de 2017, no domicílio dos pacientes e seus cuidadores. A análise de dados deu-se observando como os cuidadores lidavam com as enfermidades dos pacientes, respaldo sobre as narrativas contingentes, morais e core.


Resultados
Primeira narrativa relata que o paciente tornou-se menos dependente e que essa assistência facilitou o acesso deles à saúde. A segunda relata que o tratamento foi interrompido, pois não apresentava mais os critérios necessários para ser atendido em âmbito domiciliar e já poderia ser assistido em âmbito ambulatorial. A terceira relata problemas de acessibilidade para seu esposo cadeirante e também os problemas psicológicos que ele estava enfrentando antes do início da fisioterapia domiciliar. A quarta notifica a importância da visita domiciliar realizada pelo agente comunitária da saúde. A última, comentou sobre as melhoras que percebeu em seu filho após o início da fisioterapia domiciliar.


Conclusões/Considerações
Os cuidadores deixaram para segundo plano suas vidas profissionais e sociais para se dedicarem aos cuidados da pessoa doente. Além disso, os problemas com locomoção e acessibilidade fazem com que os paciente fiquem impossibilitados de irem até um local para receber assistência fisioterapêutica e aí pode-se perceber que a fisioterapia domiciliar traz diversos benefícios aos doentes e seus cuidadores.