Favoritar este trabalho

Período de Realização
O projeto aprovado pela Pró-reitoria de Extensão possui vigência de 02/2017 até 02/2018.


Objeto da Experiência
Crianças e adolescentes em situação de violência sexual que buscam o atendimento integral fornecido pelo Pro Paz Integrado Santa Casa.


Objetivos
Promover cuidado a saúde bucal destes menores, através de ações e estratégias de promoção de saúde. Incentivar o empoderamento, o autocuidado e a autopercepção em saúde. Estabelecer nos locais de atuação um serviço odontológico integrado baseado em atividades educativas e serviço de triagem.


Metodologia
As ações de saúde bucal são constituídas por metodologias ativas como: rodas de conversa sobre impacto da violência a saúde geral e bucal, cuidados em higiene oral, técnicas de escovação, uso do fio dental, hábitos alimentares saudáveis. Gincanas de caráter motivacional, escovódromo. Todas as atividades levam em consideração as especificidades de cada público, como a idade, adequando-se a individualidade e necessidades de cada um. As atividades ocorrem na brinquedoteca do Pro paz.


Resultados
De acordo com a demanda do serviço, 40 crianças e adolescentes usuárias do serviço Pro Paz Integrado da Santa Casa foram examinadas e o índice CPO-D médio foi 3,9. Os menores estavam com faixa etária entre 05 - 14 anos. Sendo que 78% dos casos analisados teve a cárie dentária como agravo bucal predominante.


Análise Crítica
Apesar de se ter um olhar voltado ao trabalho integral e multiprofissional, a Odontologia ainda ausenta-se, comprometendo a qualidade do cuidado integral, já que em 60% dos casos a região orofacial é a mais atingida, necessitando de um profissional da área no correto diagnóstico e tratamento, sem contar com a presença dos agravos bucais que interferem na qualidade de vida do indivíduo.


Conclusões e/ou Recomendações
O SUS, um dos maiores sistemas de saúde do mundo, pertencendo a todo e qualquer cidadão brasileiro, baseado em seus princípios, tem a necessidade de criar e fazer valer medidas que visem o cuidado e assistência integral a saúde do menor em situação de violência, proporcionando o resgaste ao seu bem estar e qualidade de vida, com atendimento multiprofissional e medidas que estimulem seu empoderamento e autonomia.