102472

A REDE DE ATENÇÃO À MULHER EM SITUAÇÃO VIOLÊNCIA SOB A ÓTICA DO PENSAMENTO COMPLEXO

Favoritar este trabalho

Apresentação/Introdução
A complexidade da violência contra as mulheres e o caráter multidimensional do problema traz como proposição uma necessidade de resposta global e sistêmica, que caracteriza o atendimento em rede. A produção científica dedicada à investigação da rede de atendimento às mulheres em situação de violência, ainda é relativamente escassa, em contraste com a ampliação dessa rede.


Objetivos
Compreender, sob a ótica dos profissionais das áreas psicossocial, de segurança pública e da saúde, quais as relações intersetoriais estabelecidas entre os diferentes serviços em um município do interior do estado de São Paulo.


Metodologia
Para a compreensão do fenômeno, aproximou-se do Paradigma da Complexidade, de Edgard Morin. Pesquisa de abordagem qualitativa e participaram do estudo sete profissionais, considerados como informantes-chave. Para a coleta dos dados, utilizaram-se a entrevista semiestruturada e os Mapas Mínimos da Rede Social Institucional, e os dados dessas entrevistas foram analisados por meio da modalidade da interpretação dos sentidos.


Resultados
Na categoria sistema autoeco-organizador identificou-se o eixo de atenção: assistência psicossocial, assistência à saúde e assistência policial e a vocação na qual se estabelece o atendimento/captação das demandas. Na categoria dialógica dos serviços atuando na rede identifica-se que a construção das relações não responde às necessidades das mulheres e que os serviços buscam parcerias de caráter pessoal. A transversalidade ocorre por meio de parcerias que buscam a intersetorialidade que ainda não é uma realidade devido às fragilidades tais como: falta de comunicação, de capacitação e banalização da violência.


Conclusões/Considerações
Assim, os resultados desta pesquisa evidenciam que o trabalho na rede ainda não contempla o que se concebe por ações multidisciplinares e interdisciplinares com vista à atuação intersetorial para trabalhar pela integralidade da atenção e pelas necessidades das mulheres. Com esta pesquisa, portanto, pretendemos dar subsídios para ajudar a fortalecer a rede de atenção à mulher em situação de violência