69449

Redução da mortalidade hospitalar após implantação de um time de resposta rápida em hospital de grande porte

Favorite this paper

Introdução: Os times de resposta rápida tem mostrado benefícios dentro das instituições de saúde. O IHI (Institute for Healthcare Improvement), na Campanha 100.000 vidas, preconiza que a introdução de times de resposta rápida é uma intervenção relacionada à redução dos danos relacionados à assistência à saúde.Mais recentemente, o ACLS (Advanced Cardiac Life Support) preconizou que a "vigilância e prevenção", através da incorporação dos times de resposta rápida, passou a ser o primeiro elo da cadeia de sobrevivência do atendimento da parada cardiorrespiratória no ambiente intra-hospitalar.Objetivos: Avaliar o impacto na mortalidade hospitalar relacionada à implantação de um time de resposta rápida.Métodos: Foi realizada comparação entre a mortalidade hospitalar do ano de 2010, comparando-se ao ano de 2012 (um ano antes e um ano após a implantação do time de resposta rápida). Aplicado análise de regressão logística, tendo por desfecho o óbito e como variável testada, a intervenção "time de resposta rápida? e análise de regressão logística, tendo por desfecho o óbito e como variável testada, a intervenção "time de resposta rápida?.Resultados: ? No ano de 2012, o time de resposta rápida realizou 4870 atendimentos, sendo que 98,08% foram de códigos amarelos.? Odds ratio foi calculado tendo já controladas as variáveis idade e diagnóstico principal.O período sob intervenção do time de resposta rápida (2012) mostrou Odds ratio de 0,864 (IC 95%: 0,792 a 0,944) para óbito, o que equivale a uma redução de 15,7% no risco de morte hospitalar.Conclusão:A implantação de um time de resposta rápida em hospital de grande porte esteve relacionado à redução de mortalidade hospitalar.