69447

Experiência de quatro anos de implantação de um protocolo de sepse em hospital de grande porte

Favorite this paper

Introdução: A sepse é uma condição grave, de alta morbi-mortalidade, que exige diagnóstico e tratamento rápido e assertivo. Objetivo: O objetivo do estudo foi avaliar os resultados da implantação de Protocolo de busca ativa de sepse em hospital de grande porte.Métodos: Trata-se de estudo observacional, retrospectivo, onde foram inclusos todos os pacientes inseridos no Protocolo de Busca Ativa de Sepse, no período de 2012 a 2016, através da avaliação das fichas preenchidas pela equipe multiprofissional diante da suspeita clínica de sepse. Foram avaliados os indicadores de Coleta de hemocultura antes do antibiótico, Administração do antibiótico em até 1 hora e o desfecho em 30 dias.Resultados: No período avaliado, a taxa de coleta de hemoculturas entes da primeira dose do antibiótico foi de 80% em 2012; 88,0% em 2013; 82,9% em 2014 e 81,3% em 2015. A adesão ao indicador de antibiótico em até 1 hora foi de 95,2%, 95,2%, 87,9% e 80,8%, respectivamente em 2012,2013,2014 e 2015.A sobrevida em 30 dias começou a ser avaliada em 2013, estratificando-se em sepse grave e choque séptico. Para sepse grave, tivemos 71,3%, 73,9 e 76,9% em 2013, 2014 e 2015, respectivamente. Nos pacientes com diagnóstico de choque séptico, a sobrevida em 2013 foi de 40,8%, 2014 de 45,5% e 2015 de 44,2%.Conclusões: A sepse permanece um desafio mundial, com necessidade de políticas que garantam que os pacientes tenham possibilidade de receber assistência segura e adequada. Nosso desafio é garantir processos alinhados que garantam bons resultados nos indicadores e, principalmente, com melhora na sobrevida.