69719

ESTRATÉGIAS DE ENSINO PARA FORMAR CULTURA DE SEGURANÇA EM ESTUDANTES DE ENFERMAGEM: UMA REVISÃO INTEGRATIVA

Favorite this paper

A segurança do paciente (SP) tem sido discutida constantemente no âmbito da assistência à saúde. Muitas são as condições que facilitam a aplicação de hábitos seguros nos cuidados, dentre elas pode-se destacar a educação que forma e transforma o agir e o pensar. A partir desse contexto e atuando como docentes em Instituições de Ensino Superior surgiu o interesse em desenvolver este estudo tendo por objetivo: identificar e as produções científicas acerca das estratégias de ensino empregadas no desenvolvimento da temática SP em cursos de graduação em enfermagem por meio de uma revisão integrativa de literatura. A coleta de dados foi realizada durante os meses de fevereiro e março de 2016 nas bases de dados CINAHL, LILACS e Medline; nos idiomas português, inglês e espanhol; publicados no período de 2011 a 2015. Para extração dos dados um instrumento de coleta foi utilizado(1,2). Com o intuito de categorizar os dados foi aplicado o sistema de hierarquia dos níveis de evidências(3)(Quadro 1). Foram selecionados 15 estudos (Quadro 2). Seis estudos qualitativos, cinco quantitativos, dois estudos quantitativo/ qualitativos e dois não foram especificados. As estratégias identificadas prevalentes foram metodologias ativas: e-learning (n=4), simulação (n=2) e role-playing (n=1). Conclui-se que métodos de ensino ativos podem ser estratégias assertivas utilizadas na educação de estudantes de enfermagem em SP. Espera-se estes resultados subsidiem a implementação de praticas de ensino visando a segurança dos indivíduos que recebem assistência de saúde. E ainda confirme a essência de uma revisão integrativa, a amostra de evidências para a prática de ensino de enfermagem em SP.Referências1. Ursi ES. Prevenção de lesões de pele no perioperatório: revisão integrativa da literatura. 2005. 130 f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) - Escola de Enfermagem, Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2005. 2. Tronchin DMR. Indicadores de Enfermagem no âmbito hospitalar: uma revisão integrativa de literatura. 2011. 252 p. Tese (livre- docência). Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo. Departamento de orientação Profissional.3. Stillwell SB, Overholt EF, Melnyk BM, Williamson KM. Searching for the Evidence Strategies to help you conduct a successful search. AJN. 2010:111(5);41-47.