PRODUÇÃO DO AÇÚCAR ALTERNATIVO ISOMALTULOSE USANDO GLICOSILTRANSFERASE MICROBIANA - PRODUÇÃO DE ENZIMAS UTILIZANDO MICRO-ORGANISMOS POR FERMENTAÇÃO [2]

Favoritar este trabalho
Como citar esse trabalho?
Detalhes
  • Tipo de apresentação: Trabalho
  • Eixo temático: TECNOLÓGICAS
  • Palavras chaves: glicosiltransferases; isumaltulose; proteases;
  • 1 E. E. PROCÓPIO FERREIRA
  • 2 Unicamp
  • 3 E. E. FRANCISCO GLICÉRIO
  • 4 Universidade Estadual de Campinas

PRODUÇÃO DO AÇÚCAR ALTERNATIVO ISOMALTULOSE USANDO GLICOSILTRANSFERASE MICROBIANA - PRODUÇÃO DE ENZIMAS UTILIZANDO MICRO-ORGANISMOS POR FERMENTAÇÃO [2]

ANA CLARA IVANOF DE OLIVEIRA

E. E. PROCÓPIO FERREIRA

Resumo
As enzimas são catalisadores biológicos de reações essenciais que estão presentes em todas as formas de vida, incluindo plantas, animais e micro-organismos (GURUNG et al., 2013). Entre elas, as enzimas microbianas merecem destaque e têm sido bastante utilizadas devido as suas vantagens comparadas as enzimas de outras fontes, como rápido crescimento do micro- organismo, disponibilidade regular, maior estabilidade, baixo custo de obtenção e alto rendimento (RAVEENDRAN et al., 2018). Na indústria de alimentos, as enzimas são bastante utilizadas para transformar matérias-primas em produtos principais, para modificar as características funcionais de um produto e/ou controlar ou melhorar processos alimentares (SOUZA & KAWAGUTI, 2021). Inúmeras classes de enzimas podem ser produzidas por micro-organismos, como as carboidrases e proteases. Entre as carboidrases, são encontradas as amilases, invertases, β- galactosidades, β-glucosidases e glicosiltransferases (CONTESINI et al., 2013). Estas últimas, as glicosiltransferases podem ser produzidas por Erwinia sp. e Serratia plymuthica e são utilizadas na produção de isomaltulose a partir da sacarose, um açúcar alternativo não cariogênico e mais estável que a sacarose, que é aplicado em refrigerantes, balas, chocolates e produtos lácteos (CARVALHO et al., 2021). Já as proteases compreendem enzimas com alta seletividade e especificidade que catalisam a hidrólise de ligações peptídicas para a modificação de proteínas. Apoio/Financiamento da Pesquisa: PIBIC-em/CNPq
Questões (1 tópico)

Compartilhe suas ideias ou dúvidas com os autores!

Sabia que o maior estímulo no desenvolvimento científico e cultural é a curiosidade? Deixe seus questionamentos ou sugestões para o autor!

Faça login para interagir

Tem uma dúvida ou sugestão? Compartilhe seu feedback com os autores!

Autor

ANA CLARA IVANOF DE OLIVEIRA

Olá, muito obrigada!! Respondendo a pergunta Sim, você tem razão. Mais bateladas garantem a estabilização e foram realizados, porém são resultados que fazem parte da tese de Doutorado do aluno colaborador e e por esta razão não estão relatados aqui. Contudo, o aluno imobilizou as células de Erwinia sp. D12 e conseguiu atingir resultados superiores e mais estáveis.