45239

A importância do diagnóstico psicodinâmico operacionalizado (OPD- 2) no planejamento da psicoterapia

Favoritar este trabalho

A importância do diagnóstico psicodinâmico operacionalizado (OPD- 2) no planejamento da psicoterapia:

O diagnóstido psicodinâmico operacionalizado, também conhecido como OPD-2 é um sistema de diagnóstico criado por especialistas na Alemanha, que complementa a função puramente descritiva dos manuais diagnósticos padronizados, como o CID e DSM.

Este diagnóstico avalia a experiência do paciente a partir de 4 eixos fundamentais, que são: a experiência da doença, modos de relacionamento, possíveis conflitos que surgem repetitivamente na vida do paciente e o nível de integração da estrutura da personalidade.

A importância deste método é que integra um aproximação fenomenológica e trabalha a partir da vivencia e história do paciente e da relação de transferência e contratransferência, de modo que, na mesma entrevista com o paciente podem se revelar certos elementos que nos permitem compreender como o paciente vê seu mundo e cómo interagi com ele.

É essencial lembrar que o OPD-2 ajuda a planejar metas específicas de psicoterapia mas também incentiva recursos pessoais da pessoa e não se centra apenas nos déficits, e estrutura metas concretas. Em uma análise preliminar, nós também como terapeutas podemos orientar a psicoterapia e o tratamento a fatores estruturais ou de conflito.

Dr. Rodrigo Carrillo P. (Ph.D.)
Consultorio privado no Equador
www.psicologiaecuador.com
info@psicologiaecuador.com