ESTRATÉGIAS PARA MELHORAR O CONHECIMENTO, ATITUDE E PRÁTICA NA COVID-19: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA

Favoritar este trabalho
Como citar esse trabalho?
Detalhes
  • Tipo de apresentação: Pôster
  • Eixo temático: 5. ATS em tempos de COVID
  • Palavras chaves: Saúde pública; Educação em saúde; Atitude Frente a Saúde; Infecções por Coronavirus; Conhecimentos;
  • 1 Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” - Campus Araraquara
  • 2 Universidade de São Paulo

Por favor, faça o login para assistir o vídeo

Entrar
Resumo

ESTRATÉGIAS PARA MELHORAR O CONHECIMENTO, ATITUDE E PRÁTICA NA COVID-19: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA
Lucchetta RC, Schiavo G, de Nadai MN, de Souza GM, Forgerini M, Mastroianni PC.

Introdução: Considerando a COVID-19 e a ausência de vacina ou tratamento eficaz e seguro para o manejo, medidas de controle têm sido adotadas para reduzir a velocidade da infecção e mortes (por exemplo, lavagem das mãos, uso de máscaras e isolamento social). Porém, apesar dos esforços investidos em estratégias de contenção da pandemia, faltam evidências confiáveis e as ações de saúde pública têm sido desafiadoras. Assim, esse estudo teve como objetivo identificar estratégias para melhorar o conhecimento, atitude e prática (CAP) sobre medidas de prevenção e controle de COVID-19. Materiais e métodos: Foi realizada uma revisão sistemática com busca nas bases de dados PubMed, LILACS e Scopus em junho de 2020. A qualidade de reporte e metodológica foi avaliada por meio de ferramenta do Joanna Briggs Institute. Resultados: Nosso estudo identificou 12 estudos, totalizando 23.825 participantes dos continentes americano, asiático e europeu. Nove estudos foram conduzidos com profissionais de saúde e três com a população em geral. Os estudos identificaram melhorias nas competências (conhecimento n=7, prática, n=7 e atitude, n=4), independentemente do público, tipo de estratégia, tema, formato ou duração. Todos os estudos apresentaram pelo menos uma limitação de qualidade. Conclusão: Embora os estudos incluídos tenham baixa qualidade, estratégias efetivas foram identificadas para melhorar CAP na prevenção e controle da COVID-19, especialmente voltado para profissionais de saúde com treinamento baseado em simulação. Estudos futuros devem considerar tamanho de amostra apropriado e análises ajustadas para fatores de confusão (por exemplo, características dos participantes e ambiente) para informar adequadamente a decisão política institucional e governamental.

Questões (1 tópico)

Compartilhe suas ideias ou dúvidas com os autores!

Sabia que o maior estímulo no desenvolvimento científico e cultural é a curiosidade? Deixe seus questionamentos ou sugestões para o autor!

Faça login para interagir

Tem uma dúvida ou sugestão? Compartilhe seu feedback com os autores!

Autor

Geovana Schiavo

Olá Mariana! Tudo bem? Identificamos 12 estudos e todos apresentaram estratégias de caráter educacional. As estratégias identificadas foram: uso correto de equipamentos de proteção individual e swabs nasofaríngeos; proteção contra o COVID-19 (por exemplo, higiene das mãos); limpeza de equipamentos médicos; medidas de controle de infecção; teoria da motivação de proteção (auto-isolamento); autorrelato de higiene pessoal e distanciamento físico; e estratégia educativa associada à motivação (discernimento de verdade sobre as notícias do COVID-19). Todas as estratégias se mostraram efetivas para melhorar as CAP. Muito obrigada!

Marcela Correia

estava com essa dúvida também e foi sanada!!! Parabéns pelo trabalho
Autor

Geovana Schiavo

Olá Marcela, como está? Muito obrigada!!