76377

FATORES ASSOCIADOS À CURA DA TUBERCULOSE PULMONAR NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE NO BRASIL: UM ESTUDO TRANSVERSAL

Favoritar este trabalho

Introdução A tuberculose (TB) é uma doença infecciosa e transmissível, causada pelo Mycobacterium tuberculosis, que afeta prioritariamente os pulmões – TB pulmonar, embora possa acometer outros órgãos e sistemas – TB extrapulmonar. Em 2014, a cura dos casos novos de TB e recidiva foi 71% no Brasil, 76% na Região das Américas e 83% no mundo. Objetivo: Avaliar os fatores associados à cura da TB pulmonar na atenção primária à saúde no Brasil. Método: Trata-se de um estudo transversal analítico de dados secundários não nominais de domínio público. Para verificar os fatores associados à cura da TB pulmonar na atenção primária, foi utilizado o modelo de regressão de Poisson com variância robusta. Resultados: Foram associados com o aumento da cura de TB pulmonar na atenção primária, possuir acesso ao diagnóstico laboratorial (RP:1,07; IC95%:1,04-1,09; p-valor<0,001), possuir acesso ao teste HIV (RP:1,14; IC95%:1,12-1,15; p-valor<0,001) e possuir acesso ao TDO (RP:1,08; IC95%:1,06-1,09; p-valor<0,001). Foram associados com a redução da cura, ser do sexo masculino (RP:0,96; IC95%:0,95-0,97; p-valor<0,001), possuir faixa etária de 15 a 49 anos (RP:0,92; IC95%:0,90-0,95; p-valor<0,001), possuir faixa etária ≥ 50 anos (RP:0,93; IC95%:0,91-0,96; p-valor<0,001), possuir cor da pele negra (RP:0,97; IC95%:0,96-0,98; p-valor<0,001) e ser população mais vulnerável (RP:0.89; IC95%:0,88-0,90; p-valor<0,001). Conclusão: Recomenda-se a ampliação do acesso ao diagnóstico laboratorial, ao teste HIV e ao TDO na atenção primária, bem como ampliação de estratégias de adesão ao tratamento de TB direcionadas às populações mais vulneráveis, à população negra, à população maior de 15 anos e aos homens.