Favoritar este trabalho

Objetivos: Diagnosticar a situação do atendimento ao usuário surdo na Estratégia de Saúde da Família (ESF), traçando um perfil dos profissionais de saúde e dos surdos acerca do processo de atendimento, comunicação e formação profissional para o acolhimento aos usuários Surdos. Metodologia: A presente pesquisa tratou-se de um estudo transversal, descritivo, com abordagem quantitativa. A coleta de dados ocorreu no período de Agosto a Outubro de 2014, na Secretaria Municipal de Saúde e na Sociedade Beneficente Ana Almeida Machado, participaram da pesquisa 45 profissionais de saúde da atenção básica e 25 usuários surdos. Os participantes mencionaram que a principal dificuldade que encontram dentro do processo de atendimento é a comunicação. Apontam ainda, um baixo número de profissionais que possuem domínio da Língua Brasileira de Sinais, e o quão a comunidade Surda anseia pelo preparo destes, com vista a conseguirem estabelecer um elo comunicativo eficiente. Conclusão: A situação do atendimento ao usuário Surdo, ainda se constitui como uma dificuldade expressiva no que se refere ao processo de comunicação entre ambos, devendo então incumbir aos gestores e aos profissionais de saúde a repensarem estratégias objetivando a resolução desta problemática com a maior brevidade. O estudo mostrou através de seus resultados, que embora haja uma vasta legislação aliada às Políticas Públicas de inclusão, que regulamentam os direitos das pessoas Surdas perante o sistema de saúde, estas, ainda se deparam com uma enorme dificuldade quando são vivenciadas na prática, pois em grande maioria, os atendimentos não são realizados a contento.