FATORES ASSOCIADOS ÀS HOSPITALIZAÇÕES INFANTIS POR CONDIÇÕES SENSÍVEIS NO BRASIL

Vol 2, 2021 - 140026
Pôster Eletrônico - PE02 - Avaliação de sistemas, políticas, programas e serviços de saúde (TODOS OS DIAS)
Favoritar este trabalho
Como citar esse trabalho?
Resumo

Objetivos: correlacionar indicadores estruturais e processuais da atenção primária e determinantes sociais com taxas de internações por condições sensíveis em menores de cinco anos no Brasil. Métodos: estudo longitudinal, ecológico, utilizando dados secundários do Sistema de Informações Hospitalares; do censo demográfico de 2010; da estratificação dos municípios brasileiros; e dos três ciclos do Programa de Melhoria do Acesso e Qualidade da Atenção Básica (PMAQ-AB). As hospitalizações foram geolocalizadas por área potencial da UBS, utilizando-se o software ARCMAP. Participaram da análise estatística 42.916 unidades básicas de saúde (UBS). Realizada modelagem multinível com angulação fixa e interceptação aleatória. No primeiro nível estão o desfecho (taxas de internações) e as variáveis explicativas: indicadores estruturais e processuais, agregados por UBS. No segundo nível estão os determinantes sociais municipais. Utilizou-se teste t com correção de Bonferroni para comparação das médias dos indicadores entre regiões. Coeficientes de correlação (β) e intervalos de confiança (IC95%) foram estimados por regressão linear multinível. Resultados: a taxa de internação de menores de cinco anos foi 62,78/100 mil habitantes por área potencial. Apresentaram associação direta com o desfecho: ciclo do PMAQ-AB (β=2,21); planejamento da equipe (β=3,33); horário especial (β=2,94); dependências da unidade (β=5,23); e vacinas disponíveis (β=4,57). Associaram-se inversamente: equipamentos, materiais e insumos (β=-8,08); e as dummies dos determinantes sociais (β=-28,33 a -40,36 nos municípios de pequeno porte; e β=-46,57 a -63,97 nos de médio porte). Conclusões: entre os indicadores estruturais e processuais, apenas o indicador equipamentos, materiais e insumos esteve associado com a redução da taxa de hospitalização.

Eixo Temático
  • Avaliação de sistemas, políticas, programas e serviços de saúde