79691

ANÁLISE QUÍMICA DE PRÓPOLIS E EXTRATOS ETANÓLICOS DE PRÓPOLIS POR CROMATOGRAFIA GASOSA ACOPLADA A ESPECTROMETRIA DE MASSAS

Favoritar este trabalho Entre em contato com os autores

A própolis é uma substância resinosa elaborada pelas abelhas da espécie Apis mellifera através da coleta de brotos, flores e exsudatos de plantas, nas quais as abelhas acrescentam secreções salivares, cera e pólen para elaboração final do produto. Relatos mostram a atuação antimicrobiana expressiva do extrato de própolis contra bactérias Gram-positivas e Gram-negativas, e especificamente contra bactérias colonizadoras do biofilme. Várias substâncias químicas têm sido isoladas da própolis, sendo os flavonoides e os fenóis considerados os compostos biologicamente ativos. Neste trabalho a própolis é padronizada quimicamente para garantir sua qualidade, eficácia e segurança. O que não é fácil, pois, vários fatores podem interferir na sua composição química. Também foram necessários estudos que relacionassem a composição química com uma ou várias substâncias químicas que atuem como marcador da própolis em função da região ao qual foi coletada, pois assim é possível correlacionar o tipo de própolis com as substâncias químicas presentes em seus extratos etanólicos a base de própolis. O problema delimitado consiste em estudar as amostras de própolis e fazer o extrato de própolis etanólicos, fazendo sua relação com as possíveis sustâncias químicas presentes na própolis e nos seus extratos, uma vez que a padronização de produtos naturais é uma importante ferramenta para qualificar o material e associar as suas propriedades terapêuticas, onde a própolis apresenta em sua composição substâncias com atividade antimicrobiana e anti-inflamatória e assim correlacionar cada tipo de própolis com sua respectiva ação terapêutica.