NORMAS PARA SUBMISSÃO E APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS

 

1. SUBMISSÃO DE TRABALHOS

 

A submissão de trabalhos ocorrerá por meio do Formulário Google disponibilizados no site do evento, entre os dias 16 de fevereiro a 20 de abril 2019.

O resultado dos trabalhos aprovados será publicado no site do evento a partir do dia 20 de maio de 2019 e também comunicado por e-mail ao autor da submissão.

A seguir seguem detalhes sobre a submissão dos trabalhos

  • Categorias de trabalhos:

  1. Relato de Pesquisa

  2. Relato de Experiência

  3. Ensaio

 

  • Modalidades de apresentação:

  1. Comunicação oral (apresentação de trabalho em formatoeletrônico)

  2. Comunicação oral curta (apresentação de trabalho em formato depôster)

 

  • Temas para submissão de trabalhos:

  1. Direito Humano à Alimentação Adequada

  2. Produção sustentável e processamento de alimentos

  3. Abastecimento e consumo alimentar saudável

  4. Efeitos da Insegurança Alimentar e Nutricional

  5. Comida e cultura: Os múltiplos olhares sobre a alimentação

  6. A Construção da Pesquisa em SAN: avaliações, métodos e indicadores

  1. Limites de resumos por participante:

Cada participante poderá submeter, no máximo,dois resumos vinculados à sua inscrição. Não há limites para participação como coautor/a em trabalhos inscritos por outros participantes.

 

  • Os trabalhos poderão ser redigidos em português, espanhol ou inglês.

 

  • Pagamento da taxa de inscrição:

  • Não é necessário efetuar o pagamento da inscrição no momento da submissão dosresumos.

  • Caso o trabalho seja aprovado, para confirmar a participação no evento o/a autor/a responsável pela apresentação deverá realizar o pagamento da taxa até o dia 05 de agosto de2019.

  • Se o/a primeiro/a autor/a do trabalho não efetuar a inscrição no evento, a responsabilidade pela apresentação do trabalho deverá ser transferida para um/a coautor/a que esteja com a taxa de inscrição paga. Informar esta troca de apresentador/a pelo e-mailenpssan@gmail.com.

2. CATEGORIAS

 

  1. 1. Resumo de Relato de Pesquisa

    • Tópicos do resumo (Formulário Google):

  • Utilizar letra Times New Roman, número 12, espaçamento simples entre linhas. Margens 2 cm em cada lado.

  • O texto deve estar justificado.

  • Título: deve conter até 200 caracteres (contando os espaços). Deve ser escrito com LETRAS EM CAIXA ALTA.

  • Autores/as:informar nome completo e entre parênteses afiliação institucional e email de cada autor.

Separar os nomes dos/as autores/as por ponto e vírgula.

  • Apresentador/a do trabalho: indicar o nome do/a apresentador/a do trabalho e entre parênteses o email de contato.

  • Resumo: deve conter até 3000 palavras, em texto contemplando os seguintes itens: introdução/objetivos; método; resultados/discussão; conclusão/considerações finais e referências bibliográficas. A identificação dos itens no texto fica a critérios dos autores. Não deve ser escrito com letras em caixa alta. Gráficos, tabelas e imagens não poderão ser incluídos.

  • Incluir palavras-chaves (máximo3).

  • Fonte(s) de financiamento: crédito a órgãos financiadores da pesquisa, se pertinente. No caso de inexistência de financiamento, os/as autores/as deverão escrever neste campo: “Trabalho sem financiamento’’.

  • Conflito de interesses: Os/as autores/as devem informar qualquer potencial conflito de interesse, incluindo interesses políticos e/ou financeiros associados a patentes ou propriedade, provisão de materiais e/ou insumos e equipamentos utilizados no estudo por empresas ou organizações do setor privado. No caso de inexistência de conflito, os/as autores/as deverão escrever neste campo: “Não há conflito de interesse adeclarar.”

  • Atenção: erros de digitação e escrita não serão corrigidos após a submissão dotrabalho.

 

       2.2. Resumo de Relato de Experiência

Resumos de Relato de Experiência referem-se ao desenvolvimento de atividades e ações relacionadas à capacitação e formação de profissionais; organização e gerenciamento de políticas, programas e serviços; mobilizações e ações vivenciadas junto a (e/ou pela) comunidade; iniciativas desenvolvidas por diferentes setores envolvidos com as ações de Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional.

 

Tópicos do resumo (Formulário Google):

  • Utilizar letra Times New Roman, número 12, espaçamento simples entre linhas. Margens 2 cm em cada lado.

  • O texto deve estarjustificado.

  • Título: deve conter até 200 caracteres (contando os espaços). Deve ser escrito com LETRAS EM CAIXA ALTA.

  • Autores/as:informar nome completo e entre parênteses afiliação institucional e email de cada autor.

  • Apresentador/a do trabalho: indicar o nome do/a apresentador/a do trabalho e entre parênteses o email de contato.

  • Separar os nomes dos/as autores/as por ponto e vírgula.

  • Resumo: deve conter até 3000 palavras, em texto contemplando os seguintes itens: apresentação/objetivos; descrição da experiência (local, tempo-ação, equipe-público envolvido, método-ação); resultados/discussão; conclusão/considerações finais e referências bibliográficas.

  • A identificação dos itens no texto fica a critérios dos autores. Não deve ser escrito com letras em caixa alta. Gráficos, tabelas e imagens não poderão ser incluídos.

  • Incluir palavras-chaves (máximo3).

  • Fonte(s) de financiamento: crédito a órgãos financiadores da pesquisa, se pertinente. No caso de inexistência de financiamento, os/as autores/as deverão escrever neste campo: “Trabalho sem financiamento’’.

  • Conflito de interesses: Os/as autores/as devem informar qualquer potencial conflito de interesse, incluindo interesses políticos e/ou financeiros associados a patentes ou propriedade, provisão de materiais e/ou insumos e equipamentos utilizados no estudo por empresas ou organizações do setor privado. No caso de inexistência de conflito, os/as autores/as deverão escrever neste campo: “Não há conflito de interesse a declarar.”

  • Atenção: erros de digitação e escrita não serão corrigidos após a submissão do trabalho.

 

      2.3. Ensaio

 

Tópicos do resumo (FormulárioGoogle):

  • Utilizar letra Times New Roman, número 12, espaçamento simples entre linhas. Margens 2 cm em cada lado.

  • O texto deve estar justificado.

  • Título: deve conter até 200 caracteres (contando os espaços). Deve ser escrito com LETRAS EM CAIXA ALTA.

  • Autores/as:informar nome completo e entre parênteses afiliação institucional e email de cada autor.

  • Separar os nomes dos/as autores/as por ponto e vírgula.

  • Apresentador/a do trabalho: indicar o nome do/a apresentador/a do trabalho e entre parênteses o email de contato.

  • Resumo: deve conter até 3000 palavras, em texto definindo o percurso argumentativo (problematização do tema, processo analítico com fontes de informações e formas de analisá-las, conclusão) e referências bibliográficas. Não deve ser escrito com letras em caixa alta. Gráficos, tabelas, imagens não poderão serincluídos.

  • Incluir palavras-chaves (máximo3).

  • Fonte(s) de financiamento: crédito a órgãos financiadores da pesquisa, se pertinente. No caso de inexistência de financiamento, os/as autores/as deverão escrever neste campo: “Trabalho sem financiamento’’.

  • Conflito de interesses: Os/as autores/as devem informar qualquer potencial conflito de interesse, incluindo interesses políticos e/ou financeiros associados a patentes ou propriedade, provisão de materiais e/ou insumos e equipamentos utilizados no estudo por empresas ou organizações do setor privado. No caso de inexistência de conflito, os/as autores/as deverão escrever neste campo: “Não há conflito de interesse a declarar.”

  • Atenção: erros de digitação e escrita não serão corrigidos após a submissão do trabalho.

  • Ensaios são trabalhos que expõem ideias, críticas e reflexões sobre os temas deste encontro sem necessariamente estar vinculado a uma ação específica de pesquisa ou extensão.

 

 

3. MODALIDADES DE APRESENTAÇÃO

 

3.1. Comunicação Oral (apresentação em formato eletrônico)

Os trabalhos desta modalidade serão apresentados em salas separadas conforme temas do evento, em um dos seguintes dias/horários, conforme programação.

Dia Horário

12 de setembro - 10h50min às 12h30min.

15h20 min às 17h20min.

Os/as autores/as deverão enviar a apresentação do trabalho aprovado, salva em pdf, até o dia 31 de agosto de 2019 para o e-mailenpssan@gmail.com. No assunto do e-mail deverá ser identificado o tema do trabalho(Tema 1 - Direito Humano à Alimentação Adequada; Tema 2 - Produção sustentável e processamento de alimentos; Tema 3 - Abastecimento e consumo alimentar saudável; Tema 4 – Efeitos da Insegurança Alimentar e Nutricional; Tema 5 – Comida e cultura: Os múltiplos olhares sobre a alimentação; Tema 6 - A Construção da Pesquisa em SAN: avaliações, métodos e indicadores).

Cada trabalho terá 10 minutos para apresentação. Após um conjunto de apresentações haverá debate com os/as autores/as mediado por um/a coordenador/a designado pelos/as coordenadores/as dos grupos temáticos.

 

3.2. Comunicação Oral Curta(pôster)

Os trabalhos desta modalidade serão apresentados em sessões de apresentação de pôster impresso em um dos seguintes dias/horários, conforme programação.

Dia Horário e nome da sessão

11 de setembro 17h00min – 18h00min

Os/as autores/as deverão providenciar antes do evento a impressão do pôster nas dimensões 90cm (largura) por 120cm (comprimento). Os pôsteres serão expostos em local próprio e é de responsabilidade do/a autor/a o transporte, a colocação e a retirada do material, segundo as instruções que receberem dos monitores no dia do evento. Os/as autores/as deverão permanecer junto ao local de exposição dos pôsteres durante toda a sessão.

Informação adicional: A critério da comissão científica a modalidade de apresentação poderá ser alterada. A definição da comissão científica será considerada como a decisão final do evento.

 

 

 4. TEMAS PARA SUBMISSÃO DE TRABALHOS

A seguir apresentam-se as descrições de cada tema do IV Encontro de Pesquisa em SSAN.

 

Tema 1 - Direito Humano à Alimentação Adequada

Partindo da alimentação como direito social previsto na Constituição Federal de 1988, fruto de mobilização social, o grupo debaterá trabalhos que abordem o Direito Humano à Alimentação Adequada (DHAA) no olhar de diversos atores sociais, avanços e violações relacionados à realização desse direito, mecanismos e instrumentos de monitoramento e exigibilidade por parte dos titulares e aplicadores de direito. Como uma das estratégias para alcançar o DHAA, o grupo debaterá a educação alimentar e nutricional (EAN) no que tange à seus limites e possibilidades como matriz educacional crítica/emancipatória, os elementos que norteiam sua prática e seu papel no fortalecimento de ações e políticas públicas voltadas para o alcance dos direitos humanos. Destacam-se ainda como temas deste GT: os mecanismos de denúncia de violações dos DHAA; a informação no campo do DHAA; o acesso a alimentos livres de contaminantes (como os agrotóxicos); garantia do acesso à terra, à água, ao trabalho e a outros direitos, especialmente pelas populações mais vulneráveis como a população negra, indígena e os povos e comunidades tradicionais; os espaços públicos de participação, formação e controle social. Este grupo busca, assim, contribuir para a compreensão do DHAA no olhar de diversos atores sociais, identificar avanços e violações  relacionados à realização desse direito, mecanismos e instrumentos de monitoramento e exigibilidade.

 

Tema 2 - Produção sustentável e processamento de alimentos

O GT 2 tratará de debater os seguintes temas: Produção e processamento de alimentos; Transição agroecológica para a construção das escolhas alimentares saudáveis; modos de produção de alimentos e efeitos na saúde e ambiente; Impactos/efeitos do uso de agrotóxicos, transgênicos e biofortificados sobre a saúde humana e sobre o meio ambiente; Impactos de grandes obras sobre recursos naturais, perda da sociobiodiversidade; a questão alimentar e os aspectos ambientais (mudanças climáticas – secas, cheias); Acesso à água e a interface com a produção e o processamento de alimentos; Processamento de alimentos: potencialidades e impactos para a Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional; Educação Alimentar e Nutricional na produção e processamento de alimentos; Normas sanitárias e seu impacto no processamento, na promoção da equidade, na inclusão socioeconômica e na cultura alimentar tradicional e religiosa; Etnodesenvolvimento e inclusão produtiva com um olhar diferenciado para a população negra, povos originários e povos e comunidades tradicionais (PCTs); Metodologias e indicadores de estudo e avaliação da produção e processamento de alimentos na perspectiva de SAN; Biodiversidade e SAN; e Políticas Públicas relevantes para o tema.

 

Tema 3 - Abastecimento e consumo alimentar saudável

O GT 3 Abastecimento e consumo alimentar saudável contempla discussões sobre: Consequências dos atuais padrões de abastecimento de alimentos; Ordenamento territorial sob a lógica de mercado; Formas alternativas de abastecimento alimentar; Comercialização e mercados de alimentos; Articulações rural-urbano; Redesenho dos sistemas agroalimentares; Circuitos curtos e de proximidade; SAN em situações emergenciais e de catástrofes; Consumo alimentar enquanto ato político; Propaganda de alimentos, seus efeitos e regulação; Ações de proteção aos consumidores; Alimento saudável na perspectiva da indústria, mercados locais, institucionais e consumidores; Desperdício de alimento no consumo institucional, familiar e individual; Mercados institucionais; O papel das mulheres para garantir a SAN; SAN e Agroecologia: diálogos necessários para o abastecimento e o consumo saudáveis; Políticas públicas relevantes; Educação para o consumo saudável e sustentável.

 

Tema 4 – Efeitos da Insegurança Alimentar e Nutricional

Insegurança alimentar e nutricional ainda carece de esforços de investigação voltados tanto para suas consequências e desdobramentos na vida social como sua inserção na trama de desigualdades sociais na nossa sociedade. A insegurança alimentar e nutricional pode afetar de diferentes formas grupos específicos como crianças, gestantes, adultos, famílias, povos e comunidades, regiões e nações. A análise desses efeitos ainda demanda um esforço de investigações. Por exemplo, é necessário avaliar os possíveis efeitos deletérios da insegurança alimentar no desenvolvimento físico, mental e emocional de crianças. Por outro lado, a insegurança alimentar e nutricional se relaciona com fenômenos muito além da fome e sua sensação física. Quando presente, ela reflete na alimentação inadequada, no consumo de alimentos indesejáveis, ou em uma alimentação deslocada dos valores culturais da sociedade. Isto contribui para os desvios nutricionais de sobrepeso/obesidade, aumentando as doenças crônicas não transmissíveis, o stress, a violência e a fragmentação das relações sociais, produzindo, desta forma impacto negativo no capital social de uma nação. Povos e comunidades tradicionais, grupos vulneráveis, população excluída da economia formal, afetados pela insegurança alimentar, frequentemente sofrem também outros agravos como a degradação ambiental, necessidade de deslocamentos de suas origens e mudanças nos seus hábitos alimentares, com aumento ainda mais a gravidade da sua situação. O Grupo Temático 4 procura desenvolver trabalhos sobre os diversos efeitos da insegurança alimentar e nutricional para indivíduos, famílias, comunidades e populações vulneráveis, articulados aos temas do território, do sistema nacional de segurança

alimentar e nutricional (SISAN), do desenvolvimento, dos movimentos e redes sociais, da cultura alimentar e das práticas alimentares tradicionais, da sustentabilidade ambiental e formas de resiliência, da saúde mental, do racismo institucional, da educação alimentar e nutricional, além de estudos sobre políticas públicas.

 

Tema 5 – Comida e cultura: Os múltiplos olhares sobre a alimentação

O ato de comer nunca é ação neutra e tampouco é restrito a sua dimensão biológica, revestindo-se de sentidos e valores expressos em escolhas e práticas alimentares. Este Grupo de trabalho objetiva contribuir para compor um quadro das pesquisas que, no Brasil, têm se debruçado sobre as relações entre comida e cultura na perspectiva da Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional. Serão acolhidos trabalhos que discutam as percepções sobre a alimentação a partir da diversidade sociocultural, abordando temas como os distintos significados de alimentação adequada e saudável e de sua promoção, bem como as experiências da educação alimentar; percepções socioculturais da (in)segurança alimentar, fome e pobreza, saciedade e/ou privação alimentar experimentadas por diferentes grupos sociais; saberes e práticas da alimentação enquanto manifestações de patrimônio cultural; olhares e narrativas sobre corpo, gênero e subjetividades.

 

Tema 6 - A Construção da Pesquisa em SAN: avaliações, métodos e indicadores.

O GT 6 objetiva promover discussões e propor agendas que considerem o pluralismo epistemológico e questões conceituais no campo da pesquisa em segurança alimentar e nutricional (SAN), indicando caminhos para fomentar a pesquisa e qualificar abordagens metodológicas de distintas naturezas, quantitativas e qualitativas, de monitoramento e avaliação de políticas públicas, com ênfase na SAN e no DHAA (direito humano à alimentação adequada). São bem-vindas pesquisas que considerem abordagens integradas, transdisciplinares e de interdependência entre sistemas, como o nexo água, energia e alimentos; o nexo alimentação e saúde; compreendendo possíveis conexões com a segurança alimentar e nutricional, como: sustentabilidade, saúde e nutrição da população e seus processos de subjetividade, governança com corresponsabilização dos sujeitos, redução de iniquidades sociais contribuindo para o desenvolvimento humano e para o alcance dos objetivos de desenvolvimento sustentável. Frente ao atual cenário político e social brasileiro, busca-se dar visibilidade às repercussões das reformas (realizadas ou propostas) e dos diferentes projetos de governo sobre os estudos avaliativos da SAN. Desse modo, serão considerados: problemas de pesquisa emergentes, indicadores existentes e a necessidade de construção de novos indicadores, institucionalidade, engajamento e protagonismo das universidades e instituições de pesquisa em SAN em cenário de desmonte do aparato social e corte de recursos para ciência e tecnologia.

 

 

5. CRITÉRIOS PARA AVALIAÇÃO DOS RESUMOS

  • Observação das normas divulgadas pela comissão científica.

  • Relação do conteúdo do resumo com o tema do Grupo de trabalho.

  • Relevância do tema.

  • Originalidade

  • Apresentação do problema de pesquisa/justificativa de forma coerente com o conjunto do trabalho.

  • Adequação do título ao resumo.

  • Apresentação da metodologia e dos resultados.

  • Consistência da argumentação.

  • Características do resumo submetido no que se refere à organização, capacidade de síntese e clareza de exposição.

- Observações:

Resumos que não cumpram com as exigências descritas não serão aceitos.

Resultados com afirmações do tipo “resultados serão apresentados” e ou “dados serão analisados” não serão aceitos.

Todos os trabalhos ao serem apreciados para a seleção poderão ter sugestões de seus/suas autores/as quanto à modalidade preferencial de apresentação, contudo, caberá à organização a decisão final, de acordo com os critérios de avaliação.

A organização do evento comunicará aos/as autores/as a data, o horário e o local para apresentação dos trabalhos aprovados.

O número de trabalhos aprovados será definido de acordo com os critérios da organização do evento e segundo a adequação ao tempo e aos espaços disponíveis para a realização do mesmo.

Os resumos recebidos serão publicados nos Anais eletrônicos do evento com ISBN.

 

 

6. CERTIFICADOS E PUBLICAÇÃO NOS ANAIS ELETRÔNICOS

 

  • Apenas os trabalhos aprovados e apresentados no evento receberão certificados.

  • Será disponibilizado um certificado eletrônico por trabalho, no qual constarão os nomes de todos/as os/as autores/as.Este certificado será enviado ao e-mail do apresentador até 30 dias após o evento.

  • Os trabalhos apresentados no evento serão organizados na forma de anais eletrônicos, com editoração e ISBN, e disponibilizados no site do evento até 180 dias após o evento. O arquivo estará disponível para consulta e download de forma irrestrita.

 

7. DATAS E PRAZOS IMPORTANTES

 

  • Data limite para envio de resumos: 20 de abril de2019.

  • Divulgação dos resumos aprovados: a partir de 20 de maio de2019.

  • Prazo para pagamento da taxa de inscrição para apresentadores/as: até 05 de agosto de2019

  • Envio das apresentações das comunicações orais (formato eletrônico): até 31 de agosto de2019.

 

8. INSTRUÇÕES PARA SUBMISSÃO DO RESUMO

 

  • Atenção ao preencher todos os campos do Formulário Google conforme o tópico 2 da norma para submissão de resumos.

  • No campo ‘’Resumo’’ inserir o corpo do texto conforme o limite de palavras.

  • Você receberá um e-mail de confirmação de submissão.