85606

Classificações de Enfermagem visando as melhores práticas clínicas: experiência na pesquisa

Favoritar este trabalho Entre em contato com os autores

Trata-se de um relato de experiência no desenvolvimento de pesquisas com Classificações de Enfermagem e na translação do conhecimento produzido visando as melhores práticas clínicas. Para se produzir resultados com impacto é primordial o desenvolvimento de investigações coletivas, em grupos e redes. Neste contexto, em 2005 foi criado o Grupo de Estudos e Pesquisa em Enfermagem no Cuidado ao Adulto e Idoso (GEPECADI) com cadastro no Diretório dos Grupos de Pesquisas no Brasil do CNPq, visando formalizar um conjunto de atividades que vinham sendo desenvolvidas por docentes da Escola de Enfermagem da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, de enfermeiros do Hospital de Clínicas de Porto Alegre e da Fundação Universitária de Cardiologia no processo de ensino e cuidado ao adulto e idoso hospitalizado e ambulatorial. Os objetivos do grupo referem-se à divulgação do efeito de diferentes abordagens de cuidado e suas repercussões nos comportamentos de saúde propensos a risco dos indivíduos; Desenvolvimento, teste e validação de instrumentos e tecnologias em enfermagem, saúde e educação, integrando as diferentes interfaces e disciplinas do cuidado em saúde; Efeitos de intervenções de cuidado não farmacológico em desfechos clínicos (adesão, autocuidado, automanejo, conhecimento da patologia, morbidade, qualidade de vida e mortalidade); Investigação do Processo de Enfermagem aliado à Linguagem Padronizada e Sistemas Eletrônicos – seus efeitos na qualidade e segurança
do cuidado; Estudo do comportamento de indicadores clínicos (registros de enfermagem, quedas e lesão por pressão) relacionados à segurança do cuidado e medidas para o seu controle. O Grupo dá suporte às atividades de pesquisas acadêmicas de mestrado e doutorado. Neste relato são descritos os principais resultados dos projetos e publicações do GEPECADI acerca das classificações NANDA-I, NIC e NOC.