44828

SABERES GERENCIAIS DO ENFERMEIRO NO CONTEXTO HOSPITALAR

Favoritar este trabalho Entre em contato com os autores

Introdução: As constantes transformações e os avanços nos cenários hospitalares têm repercutido como as equipes se organizam para prestar atenção à saúde. Esse panorama exige do enfermeiro um conhecimento especializado de seus saberes gerenciais, dentre eles: planejamento, dimensionamento, seleção e recrutamento de pessoal de enfermagem, educação permanente e continuada, supervisão e avaliação de desempenho(1,2). As organizações de saúde e os centros formadores possuem papel imprescindível na formação dos enfermeiros representando uma esfera essencial na construção dos futuros profissionais. Para isso, os gestores de saúde hospitalares devem repensar estratégias para capacitar estes profissionais a fim de atender as demandas dos clientes. Assim, justifica-se este estudo com o intuito de contribuir para a reflexão dos enfermeiros, gestores e centros formadores, sobre a necessidade de profissionais aptos para a função gerencial, que tenham autonomia e busquem seu espaço ao utilizarem seus saberes, colaborando para o planejamento e organização da prática gerencial e assistencial. Objetivo: Analisar os saberes gerenciais do enfermeiro no contexto hospitalar, a percepção de sua formação acadêmica e a relevância da capacitação para atuar na práxis profissional. Método: Estudo qualitativo, fundamentado na Hermenêutica-Dialética, utilizando-se a técnica de grupo focal. Participaram 32 enfermeiros de três Hospitais de Minas Gerais totalizando seis grupos focais. O material foi transcrito e por meio de análise de conteúdo foram extraídas três categorias. O Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal de Alfenas aprovou a realização da pesquisa por meio do CAAE 08899312.8.0000.5142. Resultados: Os resultados mostraram saberes gerenciais do enfermeiro tais como: supervisão, liderança, tomada de decisão, planejamento e organização, bem como a relevância dos centros formadores nos seus aprimoramentos e a capacitação contínua destes profissionais no que diz respeito às práticas gerenciais. Discussão: O enfermeiro no contexto hospitalar realiza atividades que vão desde o cuidado direto ao paciente até aquelas de caráter gerencial(3). Assim, liderança, comunicação, trabalho em equipe, interação pessoal, gerenciamento de conflitos, tomada de decisão, flexibilidade, resolução de problemas, coordenação da equipe, planejamento e empreendedorismo são competências importantes para a prática gerencial do enfermeiro, a fim de atingir os objetivos da organização e dos pacientes(4). Conclusões: Acredita-se que esta investigação contribui para clarificar saberes gerenciais do enfermeiro. Todavia, são necessários outros estudos que avancem nessa compreensão e confirmem maior visibilidade à atuação, uma vez que seriam necessárias propostas de superação tanto dos centros formadores quanto das instituições hospitalares na implementação de estratégias de educação permanente para os enfermeiros.