45547

INDICADOR DE GIRO DE SALA DO CENTRO CIRÚRGICO DE UM HOSPITAL DE ENSINO DO INTERIOR DE SÃO PAULO.

Favorite this paper

INDICADOR DE GIRO DE SALA DO CENTRO CIRÚRGICO DE UM HOSPITAL DE ENSINO DO INTERIOR DE SÃO PAULO.

KATAYAMA, KYM ; RUIZ, PBO²; CHIACHIO, JP³; NASCIMENTO, GA4; VILELA, RPB5; NOVAIS, ACO6; COSTA, ACD7; RAMOS, AMOF8.

Instituição: FUNFARME – centrocirurgico@hospitaldebase.com.br

Introdução: O Enfermeiro, que atua no Bloco Cirúrgico cotidianamente, convive com questões relacionadas à complexidade desta unidade, que presta assistência direta e indireta ao paciente. Este Enfermeiro necessita de diversas competências para lidar com inúmeros conflitos, problemas e questões referentes às relações profissionais entre as equipes multidisciplinares, bem como situações de emergência, autonomia profissional, alta responsabilidade, necessidade de planejamento e alocação de recursos humanos, materiais e físicos, e constantes cobranças, dentre outros aspectos. Objetivo: Verificar o giro de sala cirúrgica em um hospital escola do interior de São Paulo. Método: Descritivo, exploratório, quantitativo, retrospectivo (2015), documental realizado em um centro cirúrgico composto por 26 salas operatórias, de um hospital escola de porte extra, nível quaternário, a amostra abrangeu registros realizados pelas enfermeiras da unidade que coletam aleatoriamente o tempo referente ao turnover de sala cirúrgica. Resultados: Durante o ano de 2015 foram atendidos 17367 pacientes, coletados 5442 (31%) registros, sendo que 2878 (53%) referentes a atendimentos do Sistema Único de Saúde (SUS) e 2564 (47%) correspondem a convênio/ particulares. Destes 2310 (13%) apresentaram giros de sala, 1272 (55%) SUS e 1038 (45%) convênios/particulares, média de 192,5 giros/mês. O tempo médio de giro foi 26,5 minutos. Discussão: O giro de sala corresponde as atividades específicas da circulante como o encaminhamento do paciente para a sala de recuperação pós-anestésica (RPA) , retirada do material contaminado da Sala e encaminhamento para a central de material esterilizado e, ainda, limpeza de mobiliários e equipamentos. Há de se destacar que o Centro cirúrgico dispõe de área extensa e sua planta física e estrutura não favorecem o deslocamento da circulante e a distribuição de materiais. Embora a sala de RPA se encontre posicionada muito distante da maioria das salas cirúrgicas, levando a circulante a percorrer certa distância. O sistema de escore americano que classifica o tempo turnover em três categorias: sofrível – tempo > que 40 minutos, médio – de 25-40 minutos e alto desempenho < 25 minutos. Mostrando que os dados deste estudo estão dentro dos parâmetros aceitáveis. Conclusão: Conclui-se que este indicador é exeqüível na unidade em estudo, que os parâmetros estão dentro do aceitável para literatura. No entanto é importante que se continue a mensurar o indicador bem como aumentar a amostra para se ter uma realidade mais fidedigna.

Descritores: Centro Cirúrgico Hospitalar; Enfermagem de Centro Cirúrgico, Indicadores de qualidade em assistência à saúde; Eficiência Organizacional; Enfermagem.